Você está aqui

Solidariedade Ecumênica sem fronteiras

Confira o conteúdo completo da revista BOA VONTADE 70 anos da LBV

Esse cuidado com os estratos mais vulneráveis da população fez a LBV receber em seus primórdios o título de Utilidade Pública Federal. No dia 19 de junho de 1956, assinaram o histórico decreto o então presidente da República, Juscelino Kubitschek (1902-1976), e o ministro da Justiça, Nereu Ramos (1888-1958). JK sempre fez questão de manifestar o seu entusiasmo pela Obra e pelo fundador dela, Alziro Zarur (1914-1979), a ponto de, certa vez, declarar: “Meu caro Zarur, acompanho a LBV desde meus tempos à frente da prefeitura de Belo Horizonte. Os Legionários se multiplicam como cogumelos. Meus parabéns pela sua realização: agora, você é o presidente da LBV, enquanto eu sou, apenas, o presidente da República”. Em 1966, a Entidade recebeu o registro no então Conselho Nacional de Serviço Social (CNSS), atual Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).

Leilla Tonin

Já nos primeiros anos de atuação, a Instituição notabilizava-se pela “Sopa dos Pobres”, também conhecida como “Sopa do Zarur”, que surgira no fim da década de 1940, pouco antes do registro oficial da Entidade (em 1o de janeiro de 1950), com a finalidade de prestar auxílio às famílias brasileiras. Pouco tempo depois, quando o mundo ainda vivia sob as sombras da Segunda Guerra Mundial, o fundador da LBV convocou, do auditório da Emissora da Boa Vontade (antiga Rádio Mundial), a população brasileira para um novo enfrentamento. Pelas ondas sonoras, declarou “a guerra mundial contra a fome”.

Arquivo BV

O chamado foi prontamente aceito pelos Legionários da Boa Vontade. E a madrugada de 1º de setembro de 1962, um sábado, entrou para a história da Instituição. Nascia a Ronda da Caridade, um dos mais antigos programas sociais da LBV. “Nós saíamos pelas ruas e praças com um jipão que tinha servido ao Exército brasileiro na segunda guerra, e ali estava enfrentando a guerra da fome. Foram momentos transformadores nas nossas vidas”, lembra o diretor-presidente da Instituição, José de Paiva Netto, que participou da primeira Ronda, fazendo os registros do atendimento prestado.

Arquivo BV

No destaque, o jovem Paiva Netto, que participou desde a primeira Ronda da Caridade, em 1º de setembro de 1962. Na foto, o promissor jornalista faz a cobertura do atendimento prestado pela Legião da Boa Vontade. A iniciativa é uma atividade da campanha permanente da LBV contra a fome e a miséria, lançada no fim da década de 1940 com a popular “Sopa dos Pobres”, também conhecida como “Sopa do Zarur”

Mais que o amparo material, o programa também confortava espiritualmente o cidadão, ajudando-o a desenvolver suas habilidades para que obtivesse o próprio sustento.  Além da refeição, passou a incluir, em sua benemérita ação pelas madrugadas, a entrega de roupas, pequenos atendimentos de enfermaria e corte de cabelo e barba, sempre com a indispensável palavra dirigida à Alma, marca da Instituição.

Com o passar do tempo, a Ronda da Caridade tornou-se uma importante ferramenta de inclusão social e familiar, com vista a melhorar a qualidade das comunidades, de forma que os atendidos pudessem exercer efetivamente a cidadania plena.

Leilla Tonin
La Paz, Bolívia.

Essas primeiras ações se multiplicaram em diversos outros programas e serviços socioeducacionais da Entidade, com os quais a LBV tem atendido, ao longo de décadas, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade social, para que tenham garantidos seus direitos e uma existência digna e também feliz.

Conquistando outras nações

Danilo Parmegiani

Distribuição de cestas de alimentos na South Street School em Newark, New Jersey.

O Ideal da Boa Vontade agigantou-se pelo Brasil e começou a empolgar pessoas de várias partes do planeta. Veja, a seguir, a data em que isso ocorreu em seis países.

País / Oficialização
LBV da Argentina / 1985
LBV da Bolívia / 1986
LBV dos EUA / 1986
LBV do Paraguai / 1984
LBV de Portugal / 1989
LBV do Uruguai / 1985

Dona Sarah: “Juscelino está aqui presente”

Arquivo BV
Paiva Netto inaugura quadro com a fotografia de JK tendo ao lado a saudosa esposa de Juscelino, dona Sarah Kubitschek.

No dia 1º de março de 1994, o jornalista Paiva Netto inaugurou, no Templo da Boa Vontade, um quadro com a fotografia do construtor de Brasília, o sempre lembrado Juscelino Kubitschek de Oliveira. Trata-se de homenagem àquele que, durante sua gestão na Presidência da República, concedeu à Legião da Boa Vontade o título de Utilidade Pública Federal.

A cerimônia ocorreu na Biblioteca Alziro Zarur e reuniu diversas personalidades, a exemplo da saudosa dona Sarah Kubitschek (1909-1996), viúva de JK, que, em outra ocasião, teve também o seu quadro inaugurado no mesmo local. Ao som de Peixe Vivo e Minas Gerais!, composições diletas de JK cantadas pelo Coral Ecumênico Infantil Boa Vontade, dona Sarah, muito comovida, agradeceu: “As crianças, cantando justamente as duas melodias que mais ouvíamos no tempo do Juscelino, tocaram-me profundamente. Quero agradecer a todos esta homenagem tão singela quanto tocante. De fato, estou sentindo que Juscelino está aqui presente em Espírito e emocionado. Uma homenagem como esta toca a todos nós. Saio profundamente agradecida, pois o Templo da Boa Vontade é um local de meditação, serenidade e harmonia. Já estive aqui antes, senti o bem-estar que nos traz a visita a este Templo e convido a todos para que venham sempre orar aqui. Que não deixem de vir receber os efeitos elevados desta Casa. Agradeço, sensibilizada, a presença de todos e a homenagem a Juscelino”.

 

1984: Sede central da LBV é transferida para São Paulo

O diretor-presidente da Legião da Boa Vontade teve a iniciativa de transferir a sede central da Instituição do Rio de Janeiro/RJ para São Paulo/SP, o que representou etapa fundamental na expansão da LBV. A entrega das novas instalações ocorreu em 7 de setembro de 1984, data que celebrou o 162o aniversário da Independência do Brasil e na qual houve a primeira participação da Entidade no desfile cívico-militar, à época realizado na Av. Tiradentes, na região central paulistana. Desde então, a enorme estampa de Jesus, conduzida por legionários, causa forte impacto no público, que jamais deixou de aplaudir a presença da Instituição no evento.

Arquivo BV

LBV no desfile cívico, na tradicional Avenida Tiradentes, em 1984.  
À esquerda, momento histórico da inauguração da sede central da LBV na capital paulista.

CONHEÇA OS PROGRAMAS SOCIOEDUCACIONAIS DA LBV

 

Crianças e adolescentes

A Legião da Boa Vontade investe no futuro de milhares de crianças e adolescentes; por isso, trabalha para impulsionar o desenvolvimento dos atendidos desde a mais tenra idade deles. Todas as atividades promovidas pela Instituição são ricas em experiências reflexivas, vivências lúdicas, culturais, artísticas e esportivas e constituem excelentes meios de expressão, de interação, de aprendizagem, de convivência e de proteção social para as meninas e os meninos assistidos. Essas ações ainda propiciam a eles formação cidadã, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Criança: Futuro no Presente!

Por meio desse serviço, a LBV busca garantir a meninas e a meninos de 6 a 15 anos de idade o direito à proteção social e ao acesso a ações socioeducativas que propiciem seu desenvolvimento integral. Além disso, oferece tranquilidade às famílias para que possam trabalhar, pois sabem que os filhos estão em um local seguro e saudável e longe da violência das ruas.

Stella de Souza

Crianças atendidas no Centro Comunitário de Assistência Social da Legião da Boa Vontade em Fortaleza/CE jogando xadrez na oficina do sabe desenvolvida pela LBV.

Campanha Criança Nota 10 – Proteger a infância é acreditar no futuro!

Anualmente, a Legião da Boa Vontade realiza essa importante mobilização social em apoio à educação. A iniciativa visa angariar e levar, no início do ano letivo, kits de material escolar aos milhares de crianças e adolescentes atendidos pela Instituição e por organizações parceiras dela nas cinco regiões brasileiras. Ainda tem como objetivos principais auxiliar as famílias que não dispõem de recursos financeiros para a compra desse material e motivar os atendidos a frequentar a escola e a continuar os estudos.

Bruna Gonçalves

Recife, PE — A campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro!, entrega kits pedagógicos compostos por mochila, cadernos, lápis, régua, canetas, estojo, dicionário e entre outros itens que ajudarão as crianças e os adolescentes a permanecerem na escola. :)

 

A edição 2019 da campanha foi concluída no fim de março, com a entrega de 19 mil kits arrecadados. Assim como se deu em anos anteriores, esses conjuntos foram compostos de mochila, cadernos, lápis, régua, canetas, estojo, dicionário e outros itens. Para a realização dessa ação solidária, a LBV tem contado com a indispensável ajuda da população e de seus colaboradores, voluntários, amigos e parceiros e o apoio imprescindível dos meios de comunicação na divulgação da iniciativa.

Jovens e adultos

Despertar jovens e adultos para a vivência da afetividade e de valores éticos, prepará-los para a entrada ou a reinserção no mercado de trabalho, potencializar seus talentos e oferecer a eles educação de qualidade são alguns dos objetivos das ações da Legião da Boa Vontade destinadas a indivíduos nessas faixas etárias. Provenientes de famílias e comunidades em situação de vulnerabilidade social, estes encontram nas diversas atividades promovidas, entre as quais oficinas e cursos gratuitos, oportunidade de construir uma realidade melhor para si mesmos e para aqueles que os rodeiam, de fortalecer os laços comunitários e de participar ativamente do desenvolvimento da sociedade. A seguir, alguns dos programas e serviços socioeducacionais destinados a eles.

Andressa Ferreira

Rio de Janeiro/RJ — Jovem realiza anotações sobre conteúdo abordado durante a aula. 

Aprendiz da Boa Vontade

Por meio desse programa, a LBV oferta qualificação profissional e a inserção no mercado de trabalho a pessoas na faixa etária dos 14 aos 24 anos que buscam o primeiro emprego ou que estão se capacitando para exercer uma profissão. Enquanto os jovens participam de atividades teóricas na LBV, põem em prática o que aprendem nas empresas parceiras, que os contratam como aprendizes, o que propicia a eles condições de acumular experiências e desenvolver habilidades. Além disso, a Instituição, com essa iniciativa, contribui para capacitar esses cidadãos, tornando-os conscientes de seus deveres e direitos, e para aumentar as chances deles de fazer carreira na área escolhida, visto que a conclusão dos estudos regulares na Educação Básica é condição para a permanência no programa — o que ajuda a prevenir a evasão escolar —e que se estimula a continuidade no sistema educacional, especialmente nos Ensinos Técnico e Superior.

Talita Calusni

Campinas/SP — Jovens apresentam suas conclusões sobre as melhores possibilidades para buscar uma qualidade de vida melhor.

Jovem: Futuro no Presente!

Nesse serviço, jovens dos 15 aos 18 anos são motivados a fazer planos para ter um futuro seguro, saudável e feliz. Isso porque proporciona a eles um espaço propício ao bom convívio em grupo; ao fomento de relações fraternas, da solidariedade e do respeito mútuo; e à construção de novos conhecimentos, de boas atitudes e de nobres valores. Tais objetivos são alcançados por meio de inúmeras ações reflexivas, culturais, recreativas e esportivas, que colaboram também para o desenvolvimento integral e a proteção social dos atendidos.

Leilla Tonin

Capacitação e inclusão produtiva

Por meio desse programa, a LBV busca preparar jovens e adultos para o mundo do trabalho, oferecendo a eles atividades focadas no desenvolvimento de competências e de habilidades técnicas e pessoais, bem como ajudá-los a identificar possibilidades de ingresso ou reinserção e de crescimento no campo profissional.

Izabela Lobianco

Vivência Solidária

Destinado a pessoas dos 18 aos 59 anos, esse serviço tem a finalidade de fortalecer os vínculos familiares, de promover o sentimento de pertença e identidade, bem como de atuar com a rede de proteção social na ocorrência de situações de risco, entre estas a violência doméstica, o desemprego e a falta de acesso a serviços essenciais (habitação, saneamento básico, energia elétrica, saúde, educação, entre outros). Visa ao alcance da autonomia e da formação cidadã, potencializa a condição de escolher e de decidir e estimula a participação dos atendidos na vida pública e do território.

Leandro Nunes

Teresina, PI - Mulheres entre 18  e 59 anos de idade participam das atividades propostas no Programa Vivência Solidária na capital piauiense.

Cidadão-Bebê da LBV

Esse serviço da LBV parte do princípio de que a melhor maneira de garantir o bom desenvolvimento da criança e a segurança social do núcleo familiar dela é promovendo ações socioeducativas para a mulher ainda gestante ou mesmo depois da gravidez. As atendidas são empoderadas para vivenciar a experiência da maternidade, para que tenham fortalecida a função de proteção da família e para enfrentar eventuais vulnerabilidades pessoais e sociais que acometem gestantes, entre estas a descontinuidade dos estudos, a pobreza, a violência, o abandono e o sentimento de incapacidade. Ao fim do serviço, todas as mães ganham um enxoval completo para elas e para o bebê, e aquelas que não têm condição financeira estável recebem mensalmente cestas de alimentos enquanto participam das atividades.

Arivaldo Oliveira

Natal/RN - Programa Cidadão-Bebê fala para as futuras mamães a importância de cultivar o amor, entre a familia. 

Idosos

Quem nasceu em 2017 no Brasil deve viver três meses e onze dias a mais que os bebês registrados em 2016. Esse cálculo anual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) leva em conta uma série de indicadores, entre estes os das áreas da saúde e da educação. Assim, a expectativa de vida dos brasileiros é estimada em 72 anos e 5 meses para os homens — sete anos a menos, se comparada à das mulheres (79 anos e 4 meses). Embora essa seja uma boa notícia, porque evidencia o resultado concreto de avanços para garantir a longevidade, há quem viva hoje na terceira idade enfrentando os desafios de acesso à saúde e à renda. Para amenizar esses impactos, a Legião da Boa Vontade cuida do idoso, considerando sua história de vida, e cria oportunidade para que ele vivencie essa fase da vida de maneira saudável e feliz. O atendimento a esse público ocorre nos abrigos para idosos, em tempo integral, e nos Centros Comunitários de Assistência Social da Instituição, localizados em todas as regiões do Brasil, por meio do serviço Vida Plena.

Vida Plena

Por meio desse serviço, a Legião da Boa Vontade atende pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, que participam de atividades favoráveis ao processo do envelhecimento saudável, ao desenvolvimento da autonomia, à socialização e ao fortalecimento dos vínculos familiares, interpessoais e intergeracionais. Tudo isso contribui para a inserção sociocultural e o fortalecimento da cidadania dos idosos. Na LBV, eles participam de diversas atividades, como artesanato; dança; práticas físicas e esportivas; passeios culturais a museus, cinemas e parques; debates sobre temas da atualidade e palestras educativas pertinentes à terceira idade. Eles ainda recebem atendimento multidisciplinar da equipe da Instituição.

Joallison Silva

A atendida Maria Francisca dos Santos transborda a felicidade em participar do serviço Vida Plena da LBV. ♥

Abrigos para idosos

A atenção, a acolhida, a amizade e o cuidado são essenciais para garantir que os idosos sejam respeitados, tenham seus direitos assegurados, usufruam da presença da família (quando possível) e contem com o acompanhamento de profissionais capacitados.

São duas as modalidades de serviço:

• Longa Permanência — A modalidade é destinada àqueles que não possuem família ou que não dispõem de condições para permanecer com ela, principalmente quando se encontram em situação de isolamento, de violência, de negligência, de abandono ou de rua ou quando foram esgotadas as possibilidades de autossustento. Os idosos recebem atendimento e atenção 24 horas por dia.

Leilla Tonin

Teófilo Otoni/MG — No Lar Alziro Zarur, a LBV atende 39 idosos em regime de Longa Permanência. A unidade inaugurada em 12 de julho de 1963.

• Centro-Dia — Os idosos ficam na unidade durante a manhã e a tarde, de segunda a sexta-feira, voltando para casa no fim do dia. Dessa forma, eles desfrutam de atividades que fortalecem o vínculo com outras pessoas e com familiares.

Campanhas

LBV: Presente onde o povo precisa!

balanço social da Legião da Boa Vontade mostra que, além de desenvolver diariamente programas e serviços socioeducacionais em suas unidades, localizadas em todas as regiões do Brasil, a Instituição promove forte ação de caráter emergencial em favor das populações que sofrem com a falta do mínimo para sobreviver. Nas horas difíceis, a Entidade faz-se presente, levando amparo aos que enfrentam a seca, as baixas temperaturas, as enchentes e os desastres naturais. Haja o que houver, lá está o time da Solidariedade da LBV para auxiliar a construir um Brasil melhor e uma humanidade mais feliz.

Comunidades indígenas são amparadas pela LBV

A atuação fraterna da Legião da Boa Vontade também se faz presente em lugares distantes, esquecidos pela maioria dos cidadãos. Em vários municípios do país, a comunidade indígena, que enfrenta sérias restrições sociais e possui poucos recursos econômicos, é atendida por campanhas e programas socioeducativos da Instituição.

Junio Alcantara

Rondonópolis, MT — Crianças da Aldeia Tadarimana recebem kits pedagógicos da LBV para mais um ano letivo.

Campanha diga sim!, da LBV

Por meio dessa iniciativa, a LBV realiza ações que contribuem para a segurança alimentar de indivíduos em situação de vulnerabilidade social. Graças à campanha Diga Sim!, milhares de cestas com itens não perecíveis são angariadas e distribuídas em cidades brasileiras com altos índices de pobreza, sobretudo as localizadas na região Nordeste e no Vale do Jequitinhonha, no Estado de Minas Gerais. Nos lugares onde o frio é intenso, cobertores são entregues a famílias para que possam suportar o inverno rigoroso.

Bruna Gonçalves

Tupanatinga, PE — Centenas de famílias, que sofrem com a seca e a fome, receberam as cestas de alimento da LBV. Agora, a esperança de dias melhores chega para todos os atendidos pela campanha Diga Sim!. =D  

COMUNIDADES QUILOMBOLAS APOIADAS PELA LBV

Pelo Brasil, diversas comunidades quilombolas recebem o atendimento da Legião da Boa Vontade, por meio de suas campanhas emergenciais, como a entrega de kits escolares e de cestas de alimentos, chegando com a ajuda necessária nos momentos de grandes desafios.

Vânia Besse

Alagoa Grande, PB - Famílias da Comunidade Quilombola Caiana dos Crioulos, foram assistidas pela Campanha Natal Permanente da LBV - Jesus o Pão nosso de cada dia!, com a cesta de alimentos e todas retornaram para seus lares na certeza de um Natal digno, sem fome e feliz.

Campanha Natal Permanente da LBV

Com o objetivo de proporcionar um fim de ano melhor a pessoas em situação de pobreza, a campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia! distribui, anualmente, toneladas de alimentos não perecíveis, em forma de cestas, aos milhares de famílias atendidas pelos programas e serviços socioeducacionais da Legião da Boa Vontade e às apoiadas por organizações parceiras.

Reginaldo de Souza

Goioxim/PR — Após a entrega das cestas de alimento, as famílias se despediram com um sorriso de gratidão estampado no rosto e voltaram para suas casas com garantia de um fim de ano mais digno e sem fome.

Socorro ao Nordeste

Até os dias de hoje o Nordeste brasileiro sofre com a seca. Esse fenômeno climático faz com que a população local conviva com a perda de plantações, a morte de rebanhos e a miséria extrema.

Sempre atento às necessidades do povo, Paiva Netto iniciou, em 1983, um grande movimento por meio de poderosa rede de rádio a fim de minimizar o sofrimento crônico dos nordestinos, fato que ganhou ainda maior relevo quando, em 1998 e 1999, com o apoio da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, lançou a campanha LBV — SOS Nordeste, que promoveu uma das maiores mobilizações solidárias já vistas em solo brasileiro em favor das vítimas da seca. Foram distribuídos mais de 4,1 milhões de quilos de alimentos a mais de 1.100 localidades. Para que fosse alcançada a meta, uma parte dos gêneros alimentícios foi arrecadada na região, enquanto a outra foi transportada por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e navios, além de por carros e carretas que cruzaram o Brasil com as doações até chegar às áreas de carência.

Arquivo BV

                               

Exercitar a Solidariedade exigiu determinação e a superação de desafios, entre os quais viajar grandes distâncias em cima de um caminhão e vencer estradas sem asfalto e leitos de rio secos. Pode-se assim descrever a maratona realizada pela equipe de voluntários da LBV para alcançar as cidades e povoados mais distantes a fim de minimizar o sofrimento daquelas comunidades. Desde então, a Instituição não deixou de ajudar as populações em situação de vulnerabilidade social atingidas pelas fortes estiagens constantes na região.

LBV é Ação!

Legião da Boa Vontade entrega mais de 120 toneladas de doações a vítimas do maior desastre ambiental do Brasil

Lamentável fato entrou para a história do nosso país: em 5 de novembro de 2015 rompeu-se a barragem de uma mineradora no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana/MG, impactando milhares de famílias ribeirinhas, bem como a fauna e a flora da região. O Ibama estima que mais de 50 milhões de metros cúbicos (ou 20 mil piscinas olímpicas) de rejeitos de minérios formados por areia e óxido de ferro resultaram da enxurrada de lama que percorreu 850 quilômetros pelo leito do Rio Doce, entre Minas Gerais e Espírito Santo, até desaguar no Oceano Atlântico.

Sempre atenta aos desafios enfrentados pelo povo, em poucas horas do ocorrido, a Legião da Boa Vontade abriu postos de arrecadação de doações em São Paulo, em Minas Gerais e no Espírito Santo. Conforme recebia apoio dos cidadãos, distribuía garrafas de água potável, gêneros alimentícios, itens de higiene pessoal e peças de roupas — sem esquecer de oferecer às vítimas palavras de ânimo para vencerem o sofrimento.

Arquivo BV

TV GLOBO, BANDNEWS, BAND E SBT DESTACAM AÇÃO DA LBV

Equipe de reportagem do SBT que esteve no posto de arrecadação da Legião da Boa Vontade, em 17 de novembro: o repórter Darlisson Dutra (de terno), o cinegrafista Ivan Flávio (com a câmera) e o assistente de operações técnicas Reinaldo Kerekes, ladeados por Wilson Bigas, da LBV, e por voluntários vestindo jalecos da Instituição. (2) A equipe de reportagem da Band e BandNews chegou ao local de recebimento das doações às 6h15 do dia 20 de novembro, para divulgar a mobilização solidária no Jornal com Café. A partir da esquerda, o operador técnico Bruno Flávio Laino, a repórter Paula Valdez, Wilson Bigas e Antonio Paulo Espeleta, da LBV, e o cinegrafista Edson Joanna. (3) Da TV Globo estiveram no posto de arrecadação da LBV, a partir da esquerda, o cinegrafista Douglas Pina, Wilson Bigas, da LBV, a repórter Bruna Vieira, Antonio Paulo Espeleta, da LBV, e o operador técnico Gilberto Carvalho. Eles estiveram no local no dia 20 de novembro. Ao lado, reprodução das divulgações feitas pelo portal G1, do Grupo Globo, e do portal UOL: ambos destacaram as unidades da LBV como postos de arrecadação de itens de primeira necessidade para as vítimas de Minas Gerais e do Espírito Santo. O programa comandado por Ana Maria Braga, da TV Globo, também ressaltou a mobilização.