Você está aqui

"Se não fosse a LBV, a gente não era nada"

Surama Henriques e Vadiele Conrado estão em situação de insegurança alimentar. Graças a você, terão o que comer neste Natal.

Nós já falamos sobre insegurança alimentar por aqui.

Caso você não saiba, há, no Brasil, mais de 10 milhões de pessoas nesta situação. Cidadãos que não sabem quando vão comer no dia ou até mesmo se precisam diminuir a comida no prato ou pular refeições.

No Rio de Janeiro, a Equipe da LBV conheceu Surama Henriques e Vadiele Conrado. Elas, infelizmente, fazem parte desta estatística.

Em seus relatos, como você pode conferir no post acima, elas revelam a luta diária pelo alimento.

"Luto muito para ter as minhas coisas. Então, com essa doença, piorou cada vez mais. A comunidade da gente é esquecida. Comi muito fubá, não vou mentir. E assim está dando para viver, a realidade, infelizmente, é essa. Se não fosse a ajuda da LBV, a gente não era nada, porque um poquinho aqui, um poquinho ali, já ajuda bastante a situação da gente", conta Surama.

E graças à sua doação, essas famílias podem respirar aliviadas tendo a certeza do alimento na mesa — e de um Natal mais digno e feliz!

"Uma vida que está dando para levar, mas boa não é... Comia resto de comida dos outros, às vezes, minha mãe catava 'xepa' para vender. Como uma mãe fala para um filho que não tem [comida]? Eu luto, corro, mas mesmo assim a vida... Eu fiquei muito feliz [em receber a cesta], meus filhos comendo com vontade. Foi uma alegria!", destaca Vadiele.

Com a sua valorosa ajuda, a LBV está entregando, por intermédio da campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!, 50 mil cestas de alimentos e 50 mil kits de limpeza em 175 cidades brasileiras.

Acompanhe as ações realizadas pela Legião da Boa Vontade nas redes sociais, pelo endereço @LBVBrasil:

+ Facebook
+ Instagram
+ YouTube