Você está aqui

Ronda da Caridade

Conheça um dos mais antigos programas sociais da Legião da Boa Vontade

No início da década de 1940, o mundo vivia os terríveis conflitos da Segunda Guerra Mundial. A fome e a miséria estavam presentes em muitos locais do globo e a situação não era diferente no Brasil. Assim, os prognósticos não eram positivos. Pelas ondas do rádios, veio um sinal por dias melhores. Do auditório da Emissora da Boa Vontade (antiga Rádio Mundial), o fundador da Legião da Boa Vontade (LBV), Alziro Zarur (1914-1979), chamou a população brasileira para um novo enfrentamento, declarando "a guerra mundial contra a fome". O povo, prontamente, acatou a convocação.

Já nesse período, antes mesmo de sua fundação, ocorrida em 1º de janeiro de 1950 (Dia da Confraternização Universal e da Paz Mundial), a Legião da Boa Vontade (LBV) oferecia às famílias brasileiras a popular Sopa dos Pobres, também conhecida como Sopa do Zarur. Essa ação ganhou ainda mais força num sábado de 1º de setembro de 1962, que entrou para a história da Entidade. Ali nascia a Ronda da Caridade, um dos mais antigos programas sociais da LBV.

Arquivo BV
No destaque, o jovem Paiva Netto, que participou desde a primeira Ronda da Caridade, em 1º de setembro de 1962. Na foto, o promissor jornalista faz a cobertura do atendimento prestado pela Legião da Boa Vontade. A Ronda é uma atividade da Campanha Permanente da LBV contra a fome, lançada no fim da década de 1940, com a popular "Sopa dos Pobres", também conhecida como "Sopa do Zarur".


Nós saíamos pelas ruas e praças com um jipão que tinha servido ao Exército brasileiro na segunda guerra, e ali estava enfrentando a guerra da fome. Foram momentos transformadores nas nossas vidas”, relembra o diretor-presidente da Instituição, José de Paiva Netto, que participou da primeira Ronda da Caridade, fazendo os registros do atendimento prestado pela Legião da Boa Vontade.

Com a Ronda da Caridade, a LBV proporcionava não apenas o amparo material, mas também confortava espiritualmente o cidadão, ajudando-o a desenvolver suas habilidades para que obtivesse o próprio sustento. Além da refeição, passou a incluir outros gêneros alimentícios e roupas e atendimentos de enfermaria, corte de cabelo e barba, sempre com a indispensável palavra dirigida à Alma, marca da Instituição.

Com o passar do tempo, a Ronda da Caridade consolidou-se uma importante ferramenta de inclusão social. Posteriormente, já sob a administração de Paiva Netto e com o advento da Política Nacional de Assistência Social (PNAS), o programa se integrou naturalmente aos parâmetros estabelecidos. No Brasil, ela se multiplicou nos diversos programas socioeducativos da Instituição, que conta com 82 unidades em todo o País, dentre Escolas, Centros Comunitários de Assistência Social e Lares para idosos.
 

A LBV acredita e investe no futuro de milhares de crianças e adolescentes, oferecendo atendimento em suas Escolas e nos seus Centros Comunitários de Assistência Social, onde recebem educação de qualidade em período integral. Nessas Unidades, participam de atividades culturais, artísticas e esportivas.

Olhar para o futuro

E o trabalho socioassistencial da Legião da Boa Vontade não para de crescer! A Organização tem ampliado o seu atendimento, oferecendo novos programas à população de baixa renda. Dentre as novas ações, está o programa Aprendiz da Boa Vontade, que prepara jovens de 14 a 24 anos para o mundo do trabalho, em conformidade com a Lei da Aprendizagem (nº 10.097/2000). 

Com o objetivo de ampliar cada vez mais essa frente de oportunidades, a LBV implantou o curso técnico em Rádio e Televisão, com eixo tecnológico: Produção Cultural e Design, promovido pela Escola de Capacitação Profissional Boa Vontade, que está instalada na capital paulista, considerado o maior polo de mídia no país. Jovens de todas as idades têm a oportunidade de adquirirem uma certificação gratuita para estarem mais capacitados para o mercado de trabalho.

Com todas essas ações, a Legião da Boa Vontade oferece oportunidades para que as famílias brasileiras tenham suas vidas transformadas e vivam numa sociedade Solidária, Altruística e Ecumênica!