Você está aqui

Recomendações da LBV para a Ecosoc 2020

Nós, da Legião da Boa Vontade, apresentamos nossas recomendações sobre "Ação acelerada e caminhos transformadores: compreendendo a década de ação e resultados para o desenvolvimento sustentável", tema de 2020 da Reunião de Alto Nível do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas.

UN Photo/Loey Felipe
Em anos anteriores a LBV participou e contribuiu para a discussão dos temas de desenvolvimento propostos pelo organismo internacional e seus países-membros.

Nossas propostas são amparadas por um amplo trabalho nas áreas de educação e assistência social, desenvolvido ao longo de 70 anos, por uma rede que alcança hoje 95 unidades, em sete países. Somente em 2019, esta rede prestou 15,6 milhões de atendimentos e benefícios para pessoas em situação de pobreza da Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai, Portugal, Estados Unidos e Uruguai.

Estas recomendações serão apresentadas em dois tópicos principais:

1- Ampliar redes de apoio humanitário às comunidades de maior vulnerabilidade social durante  o período de distanciamento social

Para ajudar as comunidades em dificuldades durante esses tempos difíceis, devido ao novo surto de coronavírus, mobilizamos nossa rede de apoiadores para distribuir dezenas de toneladas de alimentos não perecíveis e suprimentos de limpeza em todos os países onde estamos.

Rosana Serri

Curitiba, PR — Graças à sua doação, centenas de famílias paranaenses encontram forças para vencer a crise do novo coronavírus.

Seguindo as diretrizes do poder público para conter a propagação da Covid-19, milhões de famílias foram forçadas a deixar o emprego e as atividades diárias devido ao distanciamento social. Sem trabalho e escola, muitas dessas famílias ficaram sem renda e, consequentemente, sem recursos para se alimentar. 

Em todas as nossas 95 unidades, observamos que a necessidade pelos nossos serviços emergenciais e humanitários cresceu rapidamente, o que levou-nos a ativar, em escala internacional, nossa campanha SOS Calamidades, que visa socorrer milhares de famílias vulneráveis durante o período de reclusão, inclusive pessoas em situação de rua e residentes em favelas, cortiços e ocupações.

Para expandir nossa capacidade de apoio, foi necessário aumentar medidas de segurança sanitária e treinamento de equipes internas e voluntariado; ampliar nossa rede de apoiadores, incluindo pessoas físicas e jurídicas; e fortalecer os nossos sistemas internos de logística, transporte e distribuição. 

Paulo Araújo

Brasília, DF — Familias que residem no assentamento Santa Luzia, localizado na Cidade Estrutural, recebem alimentos e kits de limpeza arrecadados por meio da campanha emergencial SOS Calamidades, da LBV.

Um dos destaques foi o engajamento de influenciadores digitais, incluindo classe artística e desportista, que utilizaram de suas plataformas online para fortalecer nossas campanhas. Até o momento de fechamento deste relatório, mais de 115 toneladas de alimentos já haviam sido distribuídos à famílias em situação de extrema vulnerabilidade social.

Diante da necessidade crescente por apoio humanitário, a LBV recomenda que governos, agências internacionais e setor privado ampliem suas plataformas de cooperação intersetorial junto à sociedade civil. Com união, inovação e solidariedade nos tornamos mais fortes e eficazes no alívio do sofrimento de vidas humanas durante e após esse alarmante cenário mundial.

2 - Fortalecer  a Agenda 2030 para o mundo pós pandemia

Vivian R. Ferreira

O segundo eixo das nossas recomendações é o fortalecimento da Agenda 2030 após a crise sem precedentes causada pela pandemia da Covid-19. Além das ações imediatas de acesso a serviços básicos, acreditamos que educação tem um papel preponderante para ajudar as comunidades a se adaptarem a um novo cenário global. A Pedagogia do Afeto (destinada a crianças de até os 10 anos de idade) e na Pedagogia do Cidadão Ecumênico (a quem tem a partir dos 11 anos) proporciona a nossos educadores as ferramentas necessárias para empoderar estudantes, de modo a estarem aptos para encarar a realidade desafiadora atual.

+ Saiba mais sobre a inovadora linha educacional da LBV

Esta proposta educacional foi idealizada pelo educador José de Paiva Netto, diretor-presidente da Instituição. Promove o desenvolvimento completo dos indivíduos, conciliando “Cérebro e Coração”, ou seja, garante que a aprendizagem não considere somente o âmbito racional, mas, também, que leve em conta sentimentos e emoções dos estudantes, integrando aspectos cognitivos e os valores da Espiritualidade Ecumênica. As pessoas precisam entender e gerenciar suas emoções, especialmente em momentos de crise. É por isso que a resiliência, essencial para lidar com a pressão, é desenvolvida em nossas escolas, abrigos para idosos e centros de serviço social.

Vivian R. Ferreira

O livro A esperança não morre nunca, de 2020, do escritor José de Paiva Netto, reúne trechos de discursos de improviso desde a década de 1980, ​​que expressam os princípios de nossa proposta educacional e atuação social. Entre eles, destacamos um que aborda o incentivo à busca de solução para os desafios globais.

“Não tema a crise. Ela passa, você fica.

“Na vida hodierna, os montes das dificuldades sempre aparecem no caminho a desafiar nossa jornada. Vamos a um exemplo: quando surge uma crise financeira, as atenções estão voltadas para os reflexos produzidos por ela. Contra ou a favor, políticos, economistas, empresários, analistas, trabalhadores opinam sobre medidas que freiem ou impulsionem o consumo, ou lá o que seja, evitando desse modo, conforme pensam, maiores transtornos sociais aos países. Contudo, apesar de toda a inquietação, saibamos utilizar esse momento para atingir o equilíbrio, sem o qual mais dificilmente alcançaremos o triunfo.

O que é a crise senão ensejo disfarçado de infortúnio? Digo, há décadas, que obstáculos são prêmios de Deus à nossa inteligência, estímulos para quem não abdica das realizações que lhe vêm justificando a existência, dando sabor à vida. É quando melhor se pode exercer o talento. Todo revés traz em si próprio a solução, ensina a vetusta e experiente cultura oriental. Lamentar nada constrói. Temos de combater o desânimo, sem iludir a multidão. Se desolados, homens e nações quedam-se indefesos ou levantam-se em revolta.

“Costumo dizer que é nos momentos de crise que se forjam os grandes caracteres e surgem as mais poderosas nações.

“Sabedoria de Confúcio

“É preciso sonhar, concorrer por um mundo mais digno. Pari passu, ter os pés no chão, isto é, certeza de que mudanças desejadas não chegam sem esforço real.

Reprodução BV

Confúcio

“Meditemos sobre esta pérola da sabedoria de Confúcio (551-479 a.C.): “Em todas as coisas, o sucesso depende da preparação prévia, e sem tal preparação certamente haverá falha. (...) Se sabemos, previamente, quais são os nossos deveres, será fácil darmos-lhes cumprimento. (...) Se os princípios de conduta tiverem sido previamente determinados, sua prática será inesgotável”.

Planejamento puro e ação eficaz. Por sinal, a filosofia do respeitado mestre chinês é considerada um dos fundamentos do notável impulso que fez surgir os “tigres asiáticos”, também abalados pela tensão globalizante. Nos encontros entre expressivas economias do planeta — naturalmente movidas pelo instinto de sobrevivência —, na busca de mecanismos salutares para o enfrentamento da crise, é essencial que a razão seja permeada pelo espírito solidário (coisa ainda rara nas relações internacionais). O coração torna-se mais propenso a ouvir quando a Fraternidade é, de fato, o alicerce do diálogo. As nações um dia compreenderão que, sem Amor Fraterno ou qualquer outro nome que em “tecnês” queiram dar-lhe, elas haverão de deparar-se com as tremendas aflições anunciadas por Jesus no capítulo 24 de Seu Evangelho, segundo Mateus, em especial no versículo 21: “Nesse tempo haverá Grande Tribulação, como nunca houve, desde a fundação do mundo, e jamais se repetirá”.

Ademais, a Vida é uma constante prestação de contas ao tribunal da consciência, do qual ninguém escapa, mesmo que jamais o revele. É necessário enfatizar que, em consonância ao Amor de Deus, permanece igualmente a Justiça Celeste. A suprema redenção exige da criatura reabilitada pelo Amor Divino a devida correspondência em atitudes. De outra forma, seria a glorificação da impunidade.

“Disposição

Reprodução LBV

Thomas Jefferson

“Por que não almejar o melhor e trabalhar por ele? De mais a mais, em correspondência de 18 de abril de 1816, Thomas Jefferson (1743-1826), principal autor da declaração de independência dos Estados Unidos, alerta-nos sobre o perigo de sofrer por antecipação: “Quanto nos custaram os males que nunca aconteceram!” A Esperança deve permanecer viva e... ativa. De acordo com antigo provérbio russo: ‘Confie em Deus, mas continue nadando para a praia’”.

Expressamos nossa solidariedade e apreço a todos — governos, agências internacionais, setor privado, organizações da sociedade civil, universidades e indivíduos em geral — que trabalham diligentemente para superarmos essa crise, com resiliência e perseverança.  Certamente sairemos mais fortes e produtivos na luta por um mundo mais justo, solidário e sustentável para todos.