Você está aqui

“Quem é pai sabe a importância do trabalho da LBV”

Allan Sérgio encontrou na LBV o porto seguro para suas três filhas. Leia e se emocione com este relato.

A paternidade surge de maneiras diferentes e emocionantes, mostrando que esse vínculo pode ser vivenciado de forma plena e estendido também a quem não tem parentesco biológico.

Bianca Gunha

Por isso, separamos histórias de pessoas ligadas ao nosso trabalho, indivíduos que compõem essa corrente de Solidariedade que ajuda a transformar, todos os dias, a vida de milhares de famílias em todo o Brasil e em diversos países.

Elas foram originalmente publicadas na revista BOA VONTADE nº 262, de agosto de 2021. Você pode conferir outras reportagens desta edição, clicando aqui.

Hoje, queremos compartilhar com você a história de Allan Sérgio Salles de Oliveira, de Franca/SP. Há quatro anos, ele encontrou, no Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, o porto seguro para suas três filhas: Maria Eduarda, 14 anos, Sofia, 9, e Vitória, 8.

Amanda Rosa

Allan de Oliveira ao lado das filhas, Vitória, Sofia e Maria Eduarda, as três atendidas pela unidade da LBV em Franca/SP.

Como tantos outros genitores que enfrentam dificuldades para manter o lar, esse pai amoroso e a esposa, Roseli, só puderam se dedicar plenamente ao trabalho quando as meninas passaram a frequentar o serviço Criança: Futuro no Presente!, da Instituição.

Durante a pandemia, com a renda reduzida e a alta da inflação dos alimentos, mais uma vez a LBV foi o amparo fundamental para essa família lutadora.

"Antes da pandemia, representava uma assistência [na frequência] à escola, um complemento, com educação, muitos conselhos. (...) A LBV sempre salvou a gente nas datas comemorativas, [presenteando] com chocolate na Páscoa, a cesta de Natal, no final do ano... Quando chegou a pandemia, a LBV começou a ser um apoio mais forte. Porque trouxe o pão, arroz e feijão pra dentro da nossa casa. Está sendo de grande valor mesmo. Minhas filhas são tudo para mim, eu acordo e durmo pensando nelas."

Sobre a importância da LBV para sua família, ele destaca:

"Nem sei como seria sem a LBV, a Instituição tem sido fundamental para a nossa família, na nossa vida e das nossas filhas. Quem é pai e tem o compromisso de colocar comida em casa sabe o peso da ajuda que a LBV oferece pra gente."

Um agradecimento?

"Eu quero agradecer, de A a Z, a todos os que doam. É o muito obrigado de um pai de família que está agradecido, de coração, a todos os amigos da LBV, que, de uma forma ou de outra, contribuem com a Entidade."


Allan Sérgio e milhares de outras pessoas fazem parte do legado que a LBV vem construindo ao longo de seus 71 anos de fundação, o qual, desde a sua origem, em 1º de janeiro (Dia Mundial da Paz e da Confraternização Universal) de 1950, sempre esteve alicerçado nos gestos de Fraternidade Real.

Essa ação de Amor sem igual continuou oferecendo bons frutos à sociedade, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, transformando para melhor a existência de tantos brasileiros.

A você, que mantém esse importante trabalho social e ajuda a mudar a realidade de milhares de pessoas, como Allan Sérgio, nosso sincero agradecimento.