Você está aqui

Por que falar sobre violência doméstica é tão importante?

O Juizado da Mulher do Tribunal de Justiça do Ceará realizou uma palestra para famílias atendidas pela LBV

Fortaleza, CE — A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) estima que 65% das mulheres assassinadas no Estado do Ceará sejam vítimas de crimes passionais. Ou seja, a cada 10 mulheres mortas, seis são vítimas de feminicídio, cometidos por namorados, maridos ou ex-companheiros. Em média, o Ceará tem um caso de violência doméstica por hora. Fortaleza e Sobral registram os maiores números de atendimentos a vítimas. 

Os dados são alarmantes, e por isso requer uma ação constante de prevenção da violência doméstica e familiar contra a mulher. Para falar sobre este importate tema, a Legião da Boa Vontade (LBV) recebeu na sexta-feira, 07, representantes do Juizado da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado de Ceará para uma palestra educativa às famílias atendidas nos programas socioeducacionais na capital cearense. A iniciativa busca abordar temas como os tipos de violência contra a mulher, a Lei Maria da Penha, a rede de atendimento, estatísticas do feminicídio, além de vários outros assuntos.

Leandro Nunes

Fortaleza, CE — No encontro de familias deste mês, o Juizado da Mulher do Tribunal de Justiça do estado de Ceará falou sobre violência doméstica para as mulheres e familias atendidas no Centro Comunitario de Assitencia Social da LBV.

Jorgiane Guedes, assistente social do Juizado da Mulher, destaca: "O foco de nossa palestra é realmente o combate e a prevenção da violência contra a mulher, porém nós buscamos relatar e informar todas as conquistas das mulheres ao longo dos tempos e todo o histórico feminino no Brasil". Atualmente, temos acompanhado e visto, na prática, o importante papel que a mulher desenvolve na sociedade e na família. Por isso e por outros motivos, todas merecem respeito. 

A LBV realiza constantemente encontros como esse. Nestes eventos, são promovidas palestras, dinâmicas, oficinas, debates e atividades que possam oferecer a todas as mulheres informação sobre seus direitos e deveres, ajuda para que possam contribuir para o sustento da família, para que possam voltar ao mercado de trabalho a partir de cursos profissionalizantes gratuitos, além de oferecer acompanhamento e ações que promovam melhoria da autoestima, para que se sintam cada vez mais valorizadas e respeitadas.

Leandro Nunes

Fortaleza, CE — Mulheres participam da palestra ministrada pelo Juizado da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará sobre combate à violência doméstica.

Maria Luciene Gomes Rabelo, que é atendida pela LBV, ressalta: "Gostei muito dessa oportunidade porque já passei por isso na minha vida, e essa mensagem chegou na hora certa para ajudar todas nós aqui na LBV e também outras famílias. Tenho dois filhos que participam dos programas sociais da LBV e também participo do programa Vivência Solidária, onde desenvolvo diversas habilidades e posso contribuir na renda familiar, fazendo um trabalho em conjunto com meu marido e meus filhos". 

Sobre este trabalho permanente que a LBV faz, Jorgiane afirmou: "É muito importante esse trabalho de trazer até as famílias a informação e também meios para que mais efetivamente seja combatido esse mal contra a mulher e a família. Agradeço à LBV pelo espaço e pela iniciativa de trazer para essas mães e mulheres todos esses dados e esclarecimentos".

Leandro Nunes

Ao final do encontro, todas as mulheres e famílias presentes fizeram um foto especial registrando o encontro com a representante do Juizado da Mulher. 

Visite, apaixone-se e ajude a LBV! Em Fortaleza, CE, o Centro Comunitário de Assistência Social, da Legião da Boa Vontade, está localizado na Rua Alziro Zarur, nº 275 — Vila Manoel Sátiro. Para outras informações, ligue: (85) 3484-3533.