Você está aqui

Por que é importante falar sobre a valorização das diferenças?

Um projeto escolhido pelas crianças trouxe curiosidades sobre as diferentes culturas pelo mundo

Ribeirão Preto, SP — Levando em consideração que o Brasil é um país que abriga diversas culturas que devem ser valorizadas SEMPRE, a LBV desenvolveu com as crianças e jovens atendidos, o projeto “Conhecendo Nações”. 

O conteúdo foi trabalhado nas oficinas de Arte e Cultura e Cidadania Ecumênica com o objetivo de enriquecer o conhecimento e apresentar as diversas culturas dos países, a culinária local, danças típicas e vestuários. As educadoras sociais Viviane Alves e Priscila Duarte explicam o porquê deste tema: “O tema abordado neste projeto foi uma escolha dos próprios atendidos que sempre nos perguntavam sobre as diferenças do vestuário de alguns países, suas culturas e até mesmo a culinária”, destacou Viviane.  

Cláudia Campos

Os países escolhidos foram Japão, África, Itália, Grécia, Estados Unidos, Austrália, Índia e Egito. “Hoje, as mídias, de uma forma geral, trazem muitas informações para as crianças e este interesse em conhecer as diferenças culturais de alguns países nos chamou atenção, e então propomos a eles o projeto e, claro, adoraram a ideia”, explicou a educadora Priscila.

As crianças além de aprenderem bastante, mostraram dedicação durante a elaboração de painéis e maquetes, e imensa alegria em mostrar o resultado de tanta criatividade. É o aprendizado transformado em arte que ganhou lugar de destaque em exposição feita pelas próprias crianças, no espaço da LBV. A atendida Viviane Cadidé, 10 anos, destacou: “Adorei as atividades deste projeto, aprendi muito, gostei da culinária, é muito interessante e tem várias receitas saborosas”.

Para a atendida Steffani Laiane, que também tem 10 anos, o projeto mudou seu jeito de ver o mundo: “Eu fiquei muito feliz em aprender tantas coisas, aprendi que as diferenças de culturas entre as nações é que deixam nosso mundo mais bonito e que não importa se um amigo tem uma cultura diferente da sua, você pode aprender muitas coisas com ele e também pode ensinar”.

Cláudia Campos

Educadores sociais caracterizados trouxeram algumas curiosidades sobre os países trabalhados durante o projeto "Conhecendo Nações".

Como destaca o diretor-presidente da LBV, José de Paiva Netto, “A estabilidade do mundo começa no coração da criança. Por isso, na LBV, há tantos anos, aplicamos a Pedagogia do Afeto e a Pedagogia do Cidadão Ecumênico”.

Visite, apaixone-se e ajude a LBV! O Centro Comunitário de Assistência Social da Instituição em Ribeirão Preto está localizado na Rua Rio de Janeiro, 383 – Campos Eliseos. Outras informações ligando (16) 3610-0006.

_________________________

Texto: Cláudia Campos