Você está aqui

Pandemia e o direito de brincar das crianças

LBV garante este direito e oferece todo o suporte às famílias baianas no desenvolvimento de atividades lúdicas durante a pandemia.

De acordo com Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), toda criança tem o direito de brincar. Mas como garantir que elas tenham esse direito garantido, mesmo com o isolamento social?

A LBV 'dribla' todos os desafios do novo coronavírus e continua garantindo o sorriso de crianças atendidas, que recebem, além de cestas de alimentos e kits de higiene, materiais didáticos e todo suporte para realizar atividades lúdicas em casa, com seus familiares.

Ítala Kelly Matos

  


Os materiais são retirados pelos responsáveis nos Centros Comunitários de Assistência Social da LBV, seguindo todas as medidas de cuidado e prevenção. Além do kit lúdico, são enviadas videoaulas curtas, explicando o processo de desenvolvimento das atividades a serem feitas junto às crianças.

Em Salvador, a entrega desses materiais deixou Simone Silva mais tranquila. Ela tem três filhos atendidos pela Instituição e destaca a importância dessas atividades, pois, segundo ela, os filhos “estão muitos estressados com essa pandemia.”

Ítala Kelly Matos

Salvador, BA — A LBV entregou kits pedagógicos para que as crianças atendidas realizem atividades remotas e lúdicas em casa durante a pandemia do novo coronavírus.


“O meu pequeno tem seis anos e acorda me perguntando: ‘mamãe, eu vou para LBV?’, e a gente tem que explicar que não pode ir por causa da pandemia, mas criança nessa idade não entende, quer brincar. A LBV manda exercícios pelo grupo, ensina a gente fazer algumas brincadeiras, e eu procuro estar sempre brincando com eles”, conta.

Em Lauro de Freitas, o Centro Comunitário de Assistência Social Idalina Cecília de Paiva também entregou atividades impressas para a garotada. Dentre os jogos, estão: a “Mini-horta”, o “Jogo do movimento”, o “Desafio da gratidão”. Todos os materiais necessários para confeccionar essas brincadeiras também foram enviando, garantindo a diversão na casa dessas crianças.

Davi Ricardo, de sete anos, ficou empolgado com a quantidade de materiais que recebeu. “O meu kit tem um monte de coisa. Eu estou tão alegre!”, disse.

Ítala Kelly Matos

Lauro de Freitas, BA — Crianças realizam atividades remotas preparadas pela equipe de educadores sociais da LBV. 


O kit referido por Davi Ricardo é composto por três cores de tinta guache, um lápis, giz de cera, bandeja de isopor, papéis cortados e coloridos, terra, folha de papel ofício, sementes de cebolinha, coentro e tudo que compõe uma horta. Estas atividades farão com que as crianças se divirtam em segurança.

A LBV garante a direito de brincar dos seus usuários cuidando do cérebro e do coração de cada indivíduo e, esse é o diferencial da LBV, como preconiza o diretor-presidente da Instituição, José de Paiva Netto, “Aqui se estuda. Formam-se Cérebro e Coração”.