Você está aqui

Nordeste: em tempos de seca, LBV investe na consciência ambiental

A estiagem assola o nordeste brasileiro há anos. De acordo com dados do Ministério da Integração Nacional, no ano passado, dos 936 municípios brasileiros que decretaram situação de desastre por conta da seca, 843 são nordestinos. A Paraíba é o que mais sofre, acumulando 197 decretos, seguido pelo Ceará, com 176.

Aposte no futuro; AJUDE A LBV!

ITABUNA, BA — Menina atendida pela LBV exibe cartaz confeccionado durante as atividades especiais do Dia Mundial da Água.


Diante dessa realidade, que afeta a qualidade de vida das pessoas, é imprescindível ter consciência sobre a importância de economizar água. E esse trabalho deve ser iniciado ainda na infância. Por isso, nas unidades de atendimento da Legião da Boa Vontade no Nordeste, os atendidos aprendem, desde cedo, os benefícios desse recurso para o Planeta Terra.

Ao longo do ano, a Instituição desenvolve, por intermédio de seus projetos e programas socioeducacionais, passeios a reservas ecológicas, oficinas lúdicas, debates e palestras que pontuam a importância de preservar o meio ambiente, chamando a atenção para o consumo sustentável da água. Neste mês de março, marcado pelas comemorações do Dia Mundial da Água, essas atividades se intensificam.

Com esse trabalho, explica a educadora social Andrea Paz, a LBV “lança a preocupação de que todos podem cooperar para as mudanças no uso indevido da água em suas comunidades”, que, em muitos casos, sofrem com os períodos de seca.

Lucas, 16 anos, participa do programa Jovem: Futuro no Presente!, na capital sergipana. Ele garante que conscientizar é a maneira mais importante de preservar e faz questão de dividir esse conhecimento com seus familiares e amigos. “A água é vida e devemos cuidar deste bem precioso”, reitera.

ITABUNA, BA — Neste mês de março, a Legião da Boa Vontade promoveu atividades com temas voltados para a conscientização e preservação desse liquído precioso. 


É necessário, contudo, que o trabalho de conscientização não se limite às crianças e aos jovens, mas também abrace os adultos. E esse cuidade se justifica: são velhos hábitos que comprometem os recursos hídricos. “Isso vai desde ações simples como manter a torneira desligada durante a escovação, até ministrar o tempo na hora do banho. São atos pequenos que fazem toda a diferença. Buscamos plantar essa semente de bons hábitos em nossos atendidos”, explica a Patrícia Maria Silva, representante da LBV em Aracaju, SE.

Para que a água não se esgote, os esforços devem ser somados a partir da mudança de cada indivíduo. As nossas crianças já sabem o que fazer para economizar esse recurso natural. E você, o que faz para ajudar o planeta?

VEJA TAMBÉM:
Em SP, crianças celebram Dia da Água e intensificam educação ambiental
+ Minas Gerais: atendidos sabem que economizar água é um compromisso de todos!
Crianças discutem crise hídrica e refletem sobre economia da água
Preservação da Água vale para todo o mundo — e as crianças querem ensinar algumas dicas para você