Você está aqui

Não há distâncias para a Solidariedade

LBV chega aos que mais sofrem os impactos da pandemia. Até o fim de julho, foram distribuídas mais de 1.080 toneladas de doações nas cinco regiões brasileiras

Vânia Besse

Buíque,PE - Família recebe ajuda da LBV graças à doação de pessoas de Boa Vontade. A ajuda da cesta de alimentos vai contribuir para diminuir o impacto da pandemia neste momento, principalmente a falta de alimentos em casa.

Além de pôr em risco a saúde dos cidadãos, a disseminação do novo coronavírus tem fortemente impactado o cenário socioeconômico e prejudicado parcela da população que já se encontrava em situação de vulnerabilidade social, em pobreza extrema. Desde o início da pandemia, a Legião da Boa Vontade prossegue amparando as famílias que precisam de maior apoio, para as quais, até o momento, já distribuiu mais de 1.080 toneladas de doações, por intermédio da campanha SOS Calamidades. Entre os itens, constam cestas de gêneros alimentícios não perecíveis e cestas verdes (frutas, verduras e legumes), bem como kits de limpeza e de higiene.

Nesta reportagem, a revista BOA VONTADE destaca a ação da LBV em alguns dos lugares mais carentes do território nacional, a exemplo de zonas rurais, comunidades quilombolas, aldeias indígenas, assentamentos e favelas. A atenção da Entidade a essas populações é mais do que necessária, por integrarem minorias étni­cas e sociais e por estarem ainda mais suscetíveis à Covid-19.

+ Este conteúdo consta na edição n° 249 da revista BOA VONTADE. Conheça a publicação na plataforma ISSUU!

O ensaio “The COVID-19 pandemic and health inequalities” (em tradução livre, “A pandemia da COVID-19 e as desigualdades em saúde”), publicado no Journal of Epidemiology and Community Health, em junho deste ano, atesta exatamente isso. De acordo com o estudo, a precariedade nas condições de trabalho, no acesso a serviços de saúde e na habitação, além de determinantes psicossociais negativos — como o estresse crônico em consequência das privações materiais —, contribui direta ou indiretamente para o avanço da pandemia e dificulta o tratamento da doença.

Como uma amorosa mãe, a LBV não se esquece de ninguém e oferece o amparo material e emocional a tantos quantos pode socorrer. Graças a seu apoio, amigo(a) colaborador(a), a Instituição tem zelado pelo bem-estar de seus atendidos, levado informações preventivas contra o contágio do novo coronavírus e também fortalecido a esperança deles em alcançar melhor qualidade de vida. Veja, nas páginas a seguir, alguns frutos do esforço conjunto entre parceiros da Entidade, colaboradores internos e voluntários ao longo do mês de julho.

Boa leitura!

Esperança no sertão nordestino

Às 4h40 do dia 15 de julho, a equipe de voluntários da Legião da Boa Vontade saiu de Recife em direção às cidades de Tupanatinga e Buíque, todas em Pernambuco. Entre ida e retorno, foram percorridos 600 quilômetros para levar cestas de alimentos e kits de limpeza e de higiene a famílias da região. Ambos os municípios pertencem ao agreste do Estado, situados na microrregião do Brejo, localidade onde há fortes secas e os lençóis freáticos produzem água salina, imprópria para o consumo. O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) fica na média de 0,51 para cada um (numa escala de 0 a 1), sendo a falta de água potável e de emprego os desafios mais perceptíveis em relação à pobreza.

+ Este conteúdo consta na edição n° 249 da revista BOA VONTADE. Conheça a publicação na plataforma ISSUU!

Arte: Helen Winkler

Moradora do povoado Boqueirão, em Tupanatinga, Josefa Damiana, mãe de cinco filhos, ressaltou: “A LBV em nossa vida é só bênçãos. Vocês estão sempre conosco, principalmente neste momento de pandemia. Eu estava sem nada em casa, até comentei com o meu esposo como íamos fazer essa semana para dar o que comer aos meninos, e a LBV veio para nos alegrar e alimentar”.

Em Buíque, no sítio Bom Nome, a equipe solidária da LBV, ao chegar à casa de Nazilda Correia, deparou-se com ela cozinhando feijão para oferecê-lo, com uma porção de farinha, aos quatros filhos pequenos e ao marido, que é deficiente auditivo. Com a entrega da cesta, a família passou a ter arroz, feijão, macarrão, flocão de milho, açúcar, leite, sardinha, farinha de mandioca, farinha de trigo e o kit de material de limpeza. “Quando a LBV está em nossa comunidade é uma festa, uma alegria, porque, além do alimento — não sei o que acontece que ele rende bastante —, vem Amor e carinho. Só tenho gratidão por tudo o que a LBV faz por nós”, ressaltou.

No dia seguinte, essa mobilização fraterna da Instituição foi destaque no programa Ronda Geral, da TV Tribuna, afiliada da Rede Bandeirantes de Televisão (Band).

Arte: Helen Winkler

A Comunidade Quilombola do Abacatal, localizada na zona rural de Ananindeua, região metropolitana de Belém/PA, surgiu ainda no século 18 e lutou para assegurar a legitimidade de suas terras, resistindo à escravidão. Atualmente, trava ferrenha batalha contra o tráfico de drogas, a violência, a poluição e o desmatamento. Agora, as 121 famílias que vivem no território de 318 hectares enfrentam mais desafios com a pandemia, que impediu as atividades ligadas à agricultura. A fim de amenizar as dificuldades, com o apoio do programa Mesa Brasil, do Sesc, e do Studio Z Calçados, a Legião da Boa Vontade entregou, em 7 de julho, cestas de alimentos não perecíveis, kits de limpeza e de higiene e máscaras de proteção de pano aos moradores do lugar.

+ Este conteúdo consta na edição n° 249 da revista BOA VONTADE. Conheça a publicação na plataforma ISSUU!

“Gostaria de agradecer à LBV, que sempre está conosco, nunca deixou de olhar para a nossa comunidade. (...) Este é um período em que precisamos da união de todos. Vocês [colaboradores da Instituição] não desistiram, não deixaram de acreditar em um mundo melhor. As famílias estão precisando mesmo, não recebem benefício algum. Esta ajuda da LBV veio em uma boa hora”, afirmou Tamires Teixeira, coordenadora de programas comunitários no local.

Maria Germana Gomes também fez questão de expressar sua gratidão pelos benefícios recebidos: “Agradeço por vocês entregarem esta cesta para minha família. Tenho três filhos pequenos, e meu marido está desempregado”.

Arte: Helen Winkler
Arte: Helen Winkler

Em Brasília/DF, a Legião da Boa Vontade mais uma vez prestou auxílio aos moradores da Cidade Estrutural, região caracterizada por péssimas condições de saneamento básico e infraestrutura. No dia 8 de julho, a equipe da Entidade esteve no local para distribuir gêneros alimentícios e cobertores para famílias socorridas por associações que integram o Rede Sociedade Solidária, programa da LBV  de assessoramento, defesa e garantia de direitos, que leva subsídios a instituições e organizações sociais e transmite orientações técnicas e administrativas a elas.

Na ocasião, 256 cestas de alimentos e 156 cobertores foram levados. “As famílias trabalhavam na coleta [de material reciclável], e, com a pandemia, os galpões estão fechados. A situação ficou bem difícil , a coisa estava feia aqui, mas as cestas [da LBV] ajudam muito! Esse apoio veio em um momento crucial. Que Deus abençoe todos vocês!”, declarou Aline, uma das atendidas pela Associação Educamar.

Por sua vez, Izonete da Costa relatou: “São quatro crianças dentro de casa, e um cobertor desses ajuda bastante. O ganha-pão a gente [conseguia quando] juntava reciclagem. Agora, não estamos fazendo isso. As coisas aqui são difíceis, é triste não ter as coisas”. E completou: “Agradeço de coração [pelas doações]. Que nosso Senhor abençoe e nunca deixe faltar [aos colaboradores da LBV]!”

Arte: Helen Winkler

 

 

Este conteúdo consta na edição n° 249 da revista BOA VONTADE. Conheça a publicação na plataforma ISSUU!