Você está aqui

Mesmo com coronavírus, LBV não para atendimento a famílias de baixa renda

Diante de cenário desafiador, a Instituição está apoiando quem mais precisa.

O trabalho solidário não para! A Legião da Boa Vontade continua realizando seu atendimento humanitário com as famílias que não têm recursos para se manter neste período desafiador, principalmente em relação a alimentação.

Por isso, convidamos você a continuar nesta luta conosco e não deixar de colaborar com o trabalho da Instituição.  

QUERO AJUDAR A LBV

Para conter o novo coronavírus (COVID-19), a LBV está seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde, das Secretarias de Saúde e dos governos municipais, estaduais e federais e implementando várias medidas preventivas visando garantir a segurança e preservação da saúde de seus colaboradores internos, voluntários e, principalmente, dos atendidos.

Veja quais são as medidas já implantadas até o momento:

Abrigos de idosos

As visitas aos idosos estão suspensas nas unidades de Volta Redonda/RJ, Uberlândia e Teófilo Otoni/MG, justamente para garantir que eles fiquem protegidos de qualquer contaminação pelo vírus. Quem traz mais informações é Wilson Bigas, gestor socioassistencial da LBV.

Além disso, a LBV já reforçou desde o início da pandemia medidas fundamentais para conter a doença, orientando os idosos, as equipes de trabalho quanto à segurança e os cuidados de higienização e prevenção.

“Estamos atentos às orientações dos órgãos oficiais a fim de oferecer uma qualidade de vida melhor aos nossos idosos, contando também com todo o carinho, apoio e atenção que a LBV oferece. Toda a equipe está preparada para amparar estes idosos de uma maneira total. Estamos confiantes de que esse momento vai passar rápido e tudo ficará bem”, comentou Celina Brum, gestora social do Lar Vovó Ássima e Vovô Elias Zarur, na cidade Volta Redonda/RJ.

Centros Comunitários de Assistência Social

Nas nossas 73 unidades, as visitas estão suspensas. Atividades também serão adiadas em municípios onde há decreto local.

“Nas unidades socioassistenciais da LBV, todas as medidas necessárias foram tomadas, seguindo as orientações dos órgãos governamentais e competentes, principalmente da área de saúde. Nossos gestores sociais tomaram todo o conhecimento das orientações necessárias para repassar aos usuários dos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos em todo o Brasil”, comenta Antonio Paulo Espeleta, superintendente social da LBV.

Nos locais onde as atividades estarão suspensas, a LBV proverá os atendidos em risco alimentar com itens de primeira necessidade, a exemplo de cestas de alimentos não perecíveis, refeições e outros produtos, além de orientações e informações para que não fiquem desamparados.

“As assistentes sociais indicarão estas famílias e a LBV vai prover cestas de alimentos para que possam se alimentar durante este período. Ninguém ficará desamparado. Há casos necessários de acompanhamento, até de visitas domiciliares, em caso de violações de direitos, a Instituição não ficará alheia a estas situações. Estamos acompanhando tudo e orientando conforme formos recebendo orientações da OMS, do Ministério de Saúde e das Secretarias e Conselhos locais onde temos unidades”, destaca o superintendente social.

Os colaboradores internos, que continuam atuando nas atividades essenciais da Instituição, também estão sendo orientados quanto à segurança e os cuidados de higienização e prevenção.

Programa Aprendiz da Boa Vontade

As atividades presenciais do programa foram suspensas e passarão a ser realizadas remotamente.

“Na LBV, estamos elaborando e repassando tarefas aos jovens que podem fazer em suas casas. Eles não virão para as atividades teóricas em nossos espaços para evitar aglomerações, circulação pela cidade, contato com outras pessoas”, disse Regina Nascimento, gestora de inovação social.

 

 

Em relação ao Programa de Assessoramento e Defesa e Garantia de Direitos da Instituição, todas as atividades foram adiadas.

Vale pontuar que a LBV também suspendeu eventos públicos, de acordo com as orientações dos órgãos oficiais em cada localidade.

Escolas

As aulas estão suspensas nas cinco escolas (Rio de Janeiro/RJ; São Paulo/SP; Curitiba/PR; Belém/PA; Brasília/DF), obedecendo às determinações dos governos locais.

Além disso, a LBV tem trabalhado na prevenção ao novo coronavírus com os alunos, suas famílias, e outras medidas importantes.

"Nossos alunos levaram conteúdos preparados pelos professores para [os estudos] não pararem. Neste momento, estamos colaborando para que não haja a amplição desse raio em que a doença pode chegar, conversamos com as famílias sobre isso. (...) E uma ação que tem comovido essas famílias: nosso querido Irmão Paiva determinou que todas recebessem alimentos, porque sabemos que é algo inesperado e as crianças precisam comer. A Legião da Boa Vontade tem fortalecido suas campanhas, pedindo que a população nos ajude para que possamos manter todo esse trabalho", disse Suelí Periotto, supervisora da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, da LBV, e doutora em Educação pela PUC-SP.

Recomendações importantes:

A LBV recomenda a todos que sigam as instruções do Ministério da Saúde, a fim de evitar o contágio do novo coronavírus (Covid-19), e está orando por todas as famílias do Brasil e do mundo neste momento desafiador.

Dicas:

— Lave as mãos com água e sabão e as higienize com álcool em gel.

— Evite contato próximo com pessoas doentes.

— Cubra a boca e o nariz ao tossir ou espirrar com o antebraço.