Você está aqui

Idosos têm 3,7 vezes mais risco de desnutrição; veja ações da LBV para uma velhice mais saudável

Um estudo feito pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual mostrou que os idosos têm 3,7 vezes mais risco de desnutrição do que os pacientes adultos. A pesquisa analisou 950 pacientes, entre homens e mulheres, acima de 18 anos de idade, internados no Serviço de Cardiologia do Hospital do Servidor Público Estadual.

Após a análise dos dados sobre peso e altura para determinar o Índice de Massa Corpórea dos idosos, de acordo com o especificado pela Organização Mundial da Saúde, o resultado apontou que 46,3% dos casos tinham risco de desnutrição. Nos pacientes com mais de 60 anos, o risco foi de 53%. Nos adultos, o índice chegou a 23%.

A nutricionista Erica Moura Fernandes, do Serviço de Nutrição e Dietética do Hospital do Servidor, explica que o risco de desnutrição nos idosos é maior porque eles costumam desenvolver problemas de coração a partir dos 60 anos de idade. "São vários fatores que interferem no aparecimento da desnutrição, como baixa ingestão de alimentos, complicações relacionadas a doenças cardiovasculares, idade avançada e perda de peso involuntária", disse.

O fato de viverem sozinhos também interfere na nutrição, pois muitos idosos são responsáveis por comprar seus próprios alimentos e prepará-los. A viuvez também contribui para uma má alimentação, já que o quadro pode levar à depressão. Tal estado emocional diminui a fome.

Erica ressalta que os pacientes chegam ao hospital bastante debilitados. "Normalmente os cardiopatas chegam a enfartar ou a ter complicações, geralmente porque não têm uma alimentação adequada. Quando chegam ao hospital são submetidos a uma dieta diferente, com pouco sal e restrições, o que interfere na aceitação alimentar".

As informações são da Agência Brasil

PROMOVENDO UMA TERCEIRA IDADE MAIS SAUDÁVEL
A Legião da Boa Vontade (LBV) valoriza o idoso, considerando sua história de vida e identificando oportunidades para que vivenciem a terceira idade de forma saudável e feliz. Em seus lares, a Instituição oferece todo o suporte e o cuidado, garantindo alimentação balanceada e saborosa, atividades físicas regulares de acordo com a necessidade do atendido, área de lazer onde podem, inclusive, ter contato com a natureza, além de assistência médica e atendimento social, junto aos familiares.

Além disso, a LBV desenvolve o programa Espaço de Convivência, que promove atividades que respeitam e valorizam suas experiências, oferecendo aos jovens da melhor idade um espaço saudável voltado ao diálogo, ao fortalecimento da cidadania e à garantia de seus direitos. Os jovens da melhor idade participam de palestras educativas, passeios culturais e de lazer, além de atividades que despertam conhecimentos e os fazem sair da rotina.