Você está aqui

Festa na Bahia: LBV entrega ao povo de Lauro de Freitas unidade socioassistencial

Tudo isso para receber com qualidade e segurança famílias que moram na região do bairro de Itinga

 

Lauro de Freitas, BA — Com a ajuda do povo, a Legião da Boa Vontade entregou, neste dia 14 de abril, mais uma unidade socioassistencial à Bahia. Na cidade de Lauro de Freitas, o Centro Comunitário de Assistência Social Idalina Cecília de Paiva* tem capacidade para atender mais de 300 crianças e adolescentes diariamente, além de adultos, gestantes e idosos em situação de vulnerabilidade social.

O sol da Bahia deu a cor e o tom para essa especial inauguração, que contou com a presença de crianças e famílias que serão atendidas no local, representantes da LBV e parceiros. A abertura teve a participação da Banda de Música da Polícia Militar, que tocou o Hino Nacional, além de apresentações artísticas e culturais de algumas das crianças atendidas pela LBV na cidade de Salvador, que também foram recepcionar os novos amigos =)

A LBV é como uma mãe que está chegando para educar, para ensinar e para mostrar o caminho certo a seguir. Tenho certeza de que vai melhorar tanto para nós, mães, quanto para as crianças em todos os sentidos da vida”. É dessa forma que a atendida pela Legião da Boa Vontade Elaine Guerra vê a chegada da Instituição nas comunidades de Itinga e de Caji, em Lauro de Freitas.

Esperança para os pais e alegria para as crianças, que nos primeiros dias de atividades já perceberam o diferencial do atendimento da Instituição. “Quando crescer eu vou olhar para trás e vou ver tudo o que eu fiz de bom na LBV”, afirmou Clesia Maria, 12 anos.

SEGURANÇA ÀS FAMÍLIAS

O local ocupa uma área de mais de 4 mil m² e conta com nove salas de atividades, quadra poliesportiva, auditório, refeitório com cozinha industrial, banheiros, escovódromo e salas de atendimento e administrativas. Tudo isso para receber com qualidade e segurança famílias que moram na região do bairro de Itinga, que possui cerca de 90 mil habitantes e enfrenta vários problemas sociais, como pobreza, violência, criminalidade e drogas.

A alegria era visível no rosto das pessoas que passavam pela porta da Instituição e viam a obra finalizada. “Para mim é uma segurança maravilhosa, ainda mais da forma que o mundo anda. Tenho muito que agradecer aos profissionais daqui. Para mim, é uma bênção”, afirmou Ivanilda de Lima, que tem uma filha de 6 anos atendida no programa Criança: Futuro no Presente!. E completou: "Me sinto muito feliz por saber que meus filhos estão em segurança, porque sei que essa área é perigosa e que aqui eles estão guardados. Tenho nove filhos e no momento meu esposo está desempregado. A LBV me abraçou e eu também abracei a LBV e conto com a contribuição de todos que ajudam a LBV, porque nós verdadeiramente necessitamos de vocês".

Dá para perceber que a LBV tem suprido essas expectativas, pois toda a equipe de profissionais está engajada, desenvolvendo um conjunto de ações para as crianças e para suas famílias. Estamos trabalhando com muito amor e dedicação para contribuir para o desenvolvimento dessa comunidade”, destacou a gestora social da LBV, Cristiani Ranolf.

Karla Marquiza

O imóvel, cedido pela Prefeitura, foi totalmente revitalizado pela LBV, para que atendidos, famílias e equipes de atendimento social possam utilizar um espaço com boa infraestrutura, comodidade, segurança e acessibilidade. 

Em Lauro de Freitas, BA, o Centro Comunitário de Assistência Social Idalina Cecília de Paiva está localizado na Rua Prof. Theocrito Batista, s/n, Itinga, anexo ao Centro de Atendimento Integrado à Criança e ao Adolescente (Caic).

Veja abaixo galeria de fotos da reforma da unidade:

______________________________

* O nome da unidade é uma justa homenagem de colaboradores da LBV à baiana Idalina Cecília de Paiva (1913-1994). Dona Idalina era enfermeira prática e amparava os doentes e necessitados que buscavam sua ajuda. Mãe do educador José de Paiva Netto, diretor-presidente da Legião da Boa Vontade, era uma mulher de muita fibra que sempre incentivou a música no seio familiar.