Você está aqui

Está faltando alimento na mesa de muitas famílias...

Reportagem do SP1, da Rede Globo, destaca mobilização solidária da LBV, mesmo diante do desafiador cenário.

Você tem ido ao supermercado com frequência?

Se sim, deve ter reparado que está pagando mais por alimentos básicos como arroz, feijão, tomate, óleo de soja, carnes e leite.

     

Mas você sabe por que estes itens estão mais caros nas gôndolas dos supermercados?

Em linhas gerais, o preço dos alimentos subiu por conta da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus, aliada ao aumento do desemprego, aos efeitos da inflação nas commodities (grupo que inclui produtos agropecuários, a exemplo da carne, da soja, do milho e do arroz), à desvalorização do real e às mudanças nos hábitos de consumo da população.

Por isso, muitas famílias têm tido dificuldades em abastecer armários e geladeira com produtos variados.

Vivian R. Ferreira

E a LBV, mesmo em um cenário tão desafiador e ciente da frágil situação de tantas pessoas, intensificou sua atuação diária e distribui, desde o início da pandemia, cestas de alimentos não perecíveis — com estes mesmos itens básicos — a milhares de famílias paulistanas em situação de insegurança alimentar. 

Vivian R. Ferreira

Além disso, como forma de complementar a cesta de alimentos já entregue às famílias, a LBV incluiu o leite longa vida, rico em nutrientes essenciais ao desenvolvimento e crescimento de crianças.

Um reforço e tanto para a alimentação dos pequenos!

E quanto às doações?

A alta nos alimentos impactou nas doações, sobretudo de leite, um dos itens que mais sofreu reajustes de valor nos últimos 12 meses, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de São Paulo, calculado pela Fipe. Neste período, o leite subiu 11,49%

Vivian R. Ferreira

A edição dessa quarta-feira, 25 de agosto, do telejornal SP1, da Rede Globo, transmitido para a região metropolitana de São Paulo, ressaltou o aumento no preço dos alimentos e como isso tem afetado nas doações, destacando a importante atuação humanitária da LBV, mesmo diante do preocupante quadro.

+ ASSISTA A REPORTAGEM

Ao final da reportagem, o jornalista César Tralli, apresentador do SP1, elogiou a mobilização da LBV e convidou os telespectadores a ajudarem a campanha.

"Se com doação está dificil, imagine se não tivesse essa corrente toda de solidariedade? Quem quiser ajudar, entre em contato com a LBV. Por favor, qualquer ajuda é fundamental. Obrigado!", disse.

Ainda de acordo com o IPC-Fipe, o arroz (+30,56%), o macarrão (+12,32%) e o óleo de soja (+ 97,34%) também registraram aumentos consideráveis no preço nos últimos 12 meses.

E e aí que contamos com a sua ajuda!

Sim, sabemos que a situação não anda fácil para ninguém, mas queremos contar com a sua valiosa ajuda para seguir prestando este necessário atendimento.

Neste momento de pandemia, com uma doação de 40 reais, você nos ajuda a comprar uma caixa com 12 unidades de leite e beneficia três famílias.

Se preferir, você também pode doar uma cesta repleta de alimentos não perecíveis, no valor de 80 reais, garantindo a alimentação de uma família em situação de extrema vulnerabilidade.

Há também a opção de doar o valor que você desejar, tá?

Nesta pandemia, a LBV e você são a esperança!