Você está aqui

Educação 2.0: como as tecnologias auxiliam no processo de aprendizagem

Vivemos na Era da Tecnologia e não é exagero afirmar isso. Imagine o seu dia e tente apontar alguma atividade que não tenha um auxílio, ainda que mínimo, de alguma ferramenta digital. Exercício complicado, não é? Computadores, celulares e tablets têm promovido uma verdadeira revolução na maneira como enxergamos o mundo e nos relacionamos com ele.

Internet segura: 6 dicas para navegar na web sem sustos

E a educação também se adaptou a esses novos tempos. Quer uma prova? Pense nos livros didáticos que te acompanharam em toda a sua trajetória escolar. Eles ainda existem, mas assumem outra forma. Ao migrarem para o ambiente digital, os livros se tornaram mais interativos, recebendo galeria de fotos, gráficos animados e vídeos.

Shutterstock

Os e-books, assim como outros equipamentos tecnológicos, ampliaram os horizontes do educador, que pode aprimorar os conteúdos pedagógicos transmitidos em sala de aula, fazendo do processo de aprendizagem mais criativo e interessante aos alunos. Além disso, o uso dessas ferramentas reforça a ideia de uma educação mais plural, quebrando o paradigma de que o educador detém o conhecimento e os alunos são meros receptores.Viu, só? É a tecnologia a serviço do conhecimento! 

Professor precisa dominar a tecnologia para transformá-la em aliada da educação

Esqueça o “professor falou, está falado”! Os dispositivos digitais despertam o interesse e a motivação dos alunos em aprender, fazendo com que assumam papel de protagonismo na construção de sua própria aprendizagem. Além disso, é uma maneira interativa de aprofundamento do conteúdo trabalhado em sala de aula.

AMIGA DA EDUCAÇÃO
O Conjunto Educacional Boa Vontade — formado pela Supercreche Jesus e pelo Instituto de Educação José de Paiva Netto — apostou nesse tipo de educação e incrementou seu aparato tecnológico, instalando equipamentos como retroprojetores nas salas e oferecendo dispositivos móveis para que os professores insiram conteúdos multimídias às explicações dadas em aula. 

Vivian R. Ferreira
O Conjunto Educacional Boa Vontade entende que a tecnologia é uma importante aliada para o aprendizado. Por isso, conta um moderno aparato tecnológico em suas salas de aula.

“O mundo digital é hoje parte integrante da sociedade (...) e a nova geração nasceu nesse contexto”, afirma Aline Braga Trevisan, assistente de direção do Instituto de Educação José de Paiva Netto. “A tecnologia, além de trazer o interesse e a atenção dos jovens e das crianças, ainda contribui para aproximação dos conteúdos. Partindo desse contexto, e sabendo o quanto essas tecnologias agregam ao aprendizado das crianças, identificamos a necessidade de trazer para a sala de aula esse trabalho.”

Pais participam de palestra sobre internet segura na capital paulista

COMPARTILHANDO O CONHECIMENTO
Ao adentrar a sala de aula, a professora Márcia Guimarães não pôde deixar de notar os olhares de surpresa da classe. Os burburinhos logo começaram. A novidade que ela trazia em mãos havia chamado a atenção dos pequenos. Ela se apresentou aos pequenos e anunciou o começo da aula, anotando a data na lousa e ligando o tablet. Espera aí! Um tablet na sala de aula? “Os alunos ficaram muito empolgados. É notório que eles ficaram mais atentos ao que está acontecendo na sala de aula”, ressalta a educadora.


Mas para que o uso das tecnologias ocorresse sem grandes problemas, os professores atualizaram seus conhecimentos de informática e participaram de uma capacitação para que se acostumassem às tecnologias. “Tivemos duas semanas de adaptação para que aprendêssemos a mexer nesses equipamentos e isso foi uma experiência nova para muitas de nós”, conta Márcia.

E engana-se quem pensa que esse aprendizado terminou nas duas semanas preparatórias. Essa familiaridade também contou com o valioso apoio dos alunos. “Com a facilidade dos jovens em manusear essas ferramentas, a interação entre professor e estudante ficou mais próxima. A possiblidade de o professor e os alunos construírem esse conhecimento juntos aumenta com o uso das tecnologias. O educador Paiva Netto, na sua inovadora pedagogia, propõe não apenas a educação das crianças e dos jovens, mas também a reeducação do homem”, completa a assistente de direção Aline Braga Trevisan.


Vivian R. Ferreira
Não tem idade para o aprendizado, não é? Por isso, os jovens e adultos que estudam no Conjunto Educacional também contam com o auxílio da tecnologia.

Essa linha educacional propõe um modelo novo de aprendizado, aliando Cérebro e Coração, aliando sentimento ao desenvolvimento cognitivo dos pequeninos, de forma que carinho e afeto permeiem todo o conhecimento e os ambientes de suas vidas, incluído o escolar. Formado pelas Pedagogias do Afeto e do Cidadão Ecumênico, a proposta prepara o indivíduo para viver a Cidadania Ecumênica, firmada no exercício pleno da Solidariedade planetária.

Em São Paulo, SP, o Conjunto Educacional Boa Vontade está localizado na Avenida Rudge, 630/700 — Bom Retiro. Para outras informações, ligue: (11) 3225-4500.