Você está aqui

Doação de Óvulos: Como Funciona e se Você Pode Doar

É possível fazer a ovodoação compartilhada e reduzir os custos de tratamento de reprodução assistida. O gesto também é para quem deseja ajudar mulheres a realizarem o sonho de ser mãe.

Arte: Elias Paulo

Doação de óvulos - como funciona

Nem toda mulher sonha em ser mãe. Muitas outras, sim... querem ter a chance de realizar esse desejo. Não sei se você tem essa aspiração (ou se já teve e conseguiu realizá-la). Mas tem algumas que, por alguns problemas, são obrigadas a aguardar alguém que faça a doação de óvulos.

Como funciona esse tipo de doação? É justamente esse o assunto do nosso post, pois a infertilidade é um problema que atinge uma grande parcela da população feminina, principalmente conforme a idade vai avançando.

Se seu interesse é em saber sobre a doação de óvulos e como funciona o procedimento, continue a ler este post. Nós juntamos algumas informações relevantes para você.

Idade e infertilidade

A ideia e a vontade de ser mãe mudou bastante nos últimos tempos.

A busca pela estabilidade financeira, pela conquista do diploma, por melhores posições na carreira profissional e por um período maior para se dedicar a viagens ou outras atividades de lazer são alguns motivos pelos quais, cada vez mais, as mulheres adiem o sonho de ser mãe.

Só que o organismo feminino não espera.

Aos 20 anos, a taxa de infertilidade entre as mulheres é de 6%. Já dos 40 aos 44 anos, esse número aumenta para 64%.

Com o passar dos anos, não apenas a quantidade muda, como também a qualidade ovular.

Porém, a culpa pode não ser somente da mulher.

Embora o homem consiga produzir espermatozoides até o fim da vida, a infertilidade de mulheres e de homens é praticamente a mesma: 30%, e o resto é associado por motivos do casal ou sem causa identificada.

Dar uma vida a alguém

Arte: Elias Paulo

Com a doação de óvulos, você pode contribuir que uma mãe realize o sonho da maternidade.

Mas quem faz a doação de óvulos pode ajudar a realizar o sonho de um casal em construir uma família.

E esse é o lado mais belo da solidariedade.

A doação de óvulos funciona como um toque de esperança para muitas pessoas.

Só que em especial àquela mulher que possui em si a vontade de gerar uma vida, de cuidar de alguém, de amar, o instinto materno.

E elas infelizmente possuem alguma dificuldade para a reprodução: ou não possuem os ovários ou esses não produzem óvulos de boa qualidade.

Se você pensa em fazer a doação de óvulos para ajudar essas mulheres e famílias, parabéns!

Como funciona a doação de óvulos

Arte: Elias Paulo

Doação de óvulos - como funciona

#1 Veja se você encaixa nos requisitos

São poucas as condições iniciais para quem deseja fazer a doação de óvulos. Tudo funciona através de um processo, que a princípio exige a vontade espontânea de doar. Ainda assim, a pessoa interessada em doar deve:

  • ter entre 18 e 34 anos;
  • residir perto ou ter condições de se deslocar até a clínica de reprodução assistida regularmente;
  • e ser saudável, sem possuir nenhuma das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) ou doenças genéticas.

#2 Procure uma clínica

Busque informações sobre as clínicas especializadas em sua região, sobre equipes médicas e visite alguns lugares.

Como a doação de óvulos funciona em um período mais longo, por ser um processo que necessita de idas constantes à clínica, é bom estar em um lugar que você se sinta segura e confortável.

#3 Inscreva-se para ser doadora de óvulos

Após escolher uma clínica, você passará por entrevistas, preencherá formulários e fará exames.

Cada local possui sua própria maneira de coletar dados da doadora, mas em geral você terá de responder questões como detalhes da sua vida pessoal, médica e familiar (atributos e antecedentes, por exemplo), além de incluir as suas características (altura, peso, cor dos olhos, tipo de cabelo etc.)

#4 Siga as instruções médicas e tome os remédios indicados

O médico explicará certinho como funciona a doação de óvulos. E falará também quais medicamentos você deverá tomar, para interromper o ciclo menstrual e induzir a ovulação.

Os medicamentos podem ser inseridos pela via oral e por meio de injeções subcutâneas.

Esteja atenta e comunique seu médico dos efeitos colaterais.

Geralmente, essa rotina dura cerca de dez dias.

#5 Vá para a clínica para remover os óvulos

Você deverá estar em jejum e será encaminhada à sala onde será feito o procedimento.

Antes do início da retirada, irão aplicar a anestesia, que te fará em alguns minutos.

A cirurgia funciona como uma extração e, portanto, será aplicada uma agulha especial em você, que fará a sucção dos óvulos por via vaginal.

Em pouco mais de uma hora, você estará liberada para ir para casa.

#6 Vá para casa com a certeza de que fez uma boa ação

No Brasil, tanto a doadora quanto a receptora dos óvulos são mantidas sob o anonimato.

Porém, tenha certeza de que aqueles óvulos que acabaram de sair de você vão encontrar uma mulher com a esperança de ter um filho. Graças a você.

Aliás, quer saber também como funciona para quem recebe a doação?

Doação de óvulos: como funciona a fecundação?

Bem, depois de coletados, os óvulos passam por uma seleção e são cultivados.

Isso mesmo: os óvulos são colocados em uma incubadora com espermatozoides para a fecundação. Há ainda uma outra técnica se a quantidade de espermatozoides for pequena, que funciona com a inserção deles dentro de cada óvulo.

Confirmada a fecundação, passam a ser embriões, que são introduzidos por cateter pela vagina. É neste momento que pode acontecer o momento mágico: a gravidez.

Não há como prever que a doação de óvulos resultará na gravidez. Para funcionar, ainda há vários fatores. E o exame dirá em alguns dias se deu certo ou não.

Só que não há como deixar de agradecer e de louvar um gesto como o seu, independente do resultado.

Doação compartilhada de óvulos

Hoje no Brasil é possível fazer a doação de óvulos compartilhada.

Mas como funciona isso?

É simples.

Uma mulher que esteja fazendo a reprodução assistida para engravidar pode doar parte de seus óvulos como forma de aliviar o custo de seu tratamento.

Essas doadoras geralmente necessitam de tratamento por fatores masculinos, por esterilidade sem causa aparente ou porque querem fazer o congelamento de óvulos para uma gravidez futura.

Saiba que se algum desses for o seu caso, você pode obter descontos no tratamento fazendo a ovodoação.

É só procurar uma clínica especializada e consultar se funciona ali a doação de óvulos compartilhada.