Você está aqui

Direitos, deveres e... Quem sou eu?

Crianças atendidas pela LBV aprendem a importância do autoconhecimento e o respeito pelas características individuais e coletivas

Nossa identidade — sentimentos, características físicas, emoções, personalidade — começa a ser criada desde o nosso nascimento e, ao longo da vida, vamos aprimorando nossos conhecimentos com o convívio com outras pessoas e com nossas descobertas individuais.

De acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, a identidade tem a função de distinguir, marcar as diferenças, sejam elas físicas, emocionais e comportamentais dos indivíduos.

Quando criança assimilamos inconscientemente não só o que existe ao nosso redor, mas através do clima emotivo em que estamos inseridos. O caráter e os sentimentos das pessoas que nos rodeiam, a forma como se expressam e como agem diante de determinadas situações, tudo isso reflete sobre nossa personalidade. A autoimagem é construída a partir das relações estabelecidas nos grupos em que a criança convive.

Atividade lúdica e educativa

Acompanhando este assunto, a Legião da Boa Vontade promoveu em seu Centro Comunitário de Assistência Social, em Itabuna, a atividade “Identificação do Eu” com os meninos e as meninas atendidos no Criança: Futuro no Presente!. O objetivo do trabalho é, através do lúdico, desenvolver nas crianças o autoconhecimento e o respeito pelas suas características individuais e coletivas.

Maria Luiza, de 9 anos, nos contou que os poemas apresentados pela educadora Rita de Cássia a fizeram entender mais sobre o tema e que “poema é o nosso sentimento” e “sobre quem eu sou, e eu sou assim, muito estudiosa, amo meus pais, aprendi a gostar de mim e aqui na LBV eu gosto de pintar, escrever e brincar”.

Reflexão sobre o tema

As atividades desenvolvidas nas oficinas do Saber e Cidadania Ecumênica incentivaram as crianças a buscarem suas histórias e aprenderem sobre seus direitos e deveres. Todos fizeram réplicas de suas identidades desenhando e escrevendo suas características. Após, desenvolveram uma autorreflexão do passado, presente e futuro.

“A professora colocou umas imagens no quadro e a gente tinha que escolher uma. Eu quis a que tinha duas mulheres negras porque eu também sou negro e me identifiquei com elas”, contou Erival Santos, 9 anos. “Aqui eu aprendo sobre os meus direitos e os meus deveres, e eu gosto quando eu sou respeitado. Eu gosto de ser negro e aqui eu sou respeitado, não quero nunca sair daqui”.

Nosso diferencial

Esse trabalho é fruto da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, linha educacional criada pelo educador e dirigente da LBV, José de Paiva Netto, que instiga os professores e educadores a buscarem sempre “um olhar além do intelecto”, promovendo em cada atendido a vivência de valores firmados no pleno exercício da solidariedade, humana e espiritual, aliadas ao amor, ao carinho e ao respeito a si mesmo e ao próximo.

Os trabalhados ficaram expostos para que todos pudessem analisar. Todas as crianças participaram deste momento de reflexão sobre a identidade de cada um e que como podem, em conjunto, contribuir para uma sociedade melhor.

Visite, apaixone-se e ajude a LBV! Em Itabuna, BA, o Centro Comunitário de Assistência Social, da Legião da Boa Vontade, está localizado na Rua Gileno Amado, 135 — Caixa D’Água. Para outras informações, ligue: (73) 3212-6242.