Você está aqui

Artista plástico Hamilton Gondim promove oficina de desenho com crianças da LBV do DF

Elas aprenderam técnicas de desenho e colocaram a criatividade no papel

Brasília, DF — Com materiais simples como lápis e papel de qualquer gramatura, as crianças da LBV, na capital federal, colocaram a criatividade à prova. O artista plástico Hamilton Gondim comandou uma oficina ensinando técnicas de desenho, instigando a curiosidade e ajudando a aperfeiçoar cada traço feito no papel.

Lina Silva

Brasília, DF - Na oportunidade, o artista recebeu uma homenagem pelo dia do Artista Plástico.

“Brincamos da seguinte maneira: primeiro pedi para eles desenharem uma parte do corpo, os olhos. Em seguida eu passei uma técnica que a gente desenvolve para captar melhor a expressão do olhar e a partir do momento que eles entenderam essa técnica, nós tivemos resultados bem interessantes, trabalhos muito bacanas”, contou.

Todo esse lado lúdico e educativo é trabalhado em diversas atividades e oficinas que as crianças participam durante o período em que estão na LBV. “Eles são encantadores. É sempre muito gratificante, sempre legal trabalhar com crianças. Até porque conseguimos identificar neste grupo que participou da oficina alguns talentos. E plantamos uma sementinha neles, no sentido de promover o olhar para as artes”.

Lina Silva

Brasilia, DF - As crianças ficaram encantadas, descobrindo um mundo enorme de possibilidades e formas de representar aquilo que se vê.

A pedagoga do Centro Comunitário de Assistência Social, da LBV, Denilma Silva, compartilhou como a presença de profissionais de diferentes áreas do saber humano colabora para o trabalho realizado com as crianças: “Esse profissional vem para deixar mais tranquila a atividade, aprofundar e mostrar seus conhecimentos mais específicos para ajudar os educadores e reafirmar tudo o que vem sendo passado para as crianças”.

Vale ressaltar que o artista Hamilton Gondim é responsável pela concepção de alguns desenhos feitos a mão que compõem o painel ‘A Evolução da Humanidade’, espaço que fica no Templo da Boa Vontade.

Lina Silva

Brasília, DF - Ao fundo, o Painel A Evolução da Humanidade.

“Para o artista é sempre muito gratificante perceber que uma obra faz parte de um acervo permanente, uma obra que acaba tendo um tombamento, fazendo parte de um espaço tão privilegiado. É uma honra pra gente. (...) É legal imaginar que gerações vão surgir e vão ter a oportunidade de entender um pouco de uma trajetória de um determinado artista”.

No Painel A Evolução da Humanidade estão reproduzidos, ao lado da imagem artística de Jesus, o Cristo Ecumênico, representações de personalidades mundiais que trabalharam em prol do progresso da sociedade.

Colaboração: Lina Silva