Você está aqui

Aprendizado para toda a vida

Idosas atendidas mostram como o relacionamento intergeracional proporciona uma vida mais leve e com novas descobertas!

Comumente, a chegada dos netos na família fortalece ainda mais a disposição para amar e cuidar do outro. Em muitos casos, isso ocorre com um diferencial bem atrativo: poder priorizar as brincadeiras e os “mimos”, já que a obrigação direta de educar, estabelecer regras e limites, compete aos pais.

Kauã Róger

Tendo em vista a proximidade do Dia dos Avós, em 26 de julho, nada melhor do que homenagear essas pessoas queridas e reconhecer o alto valor da experiência de vida que as pessoas idosas possuem, sempre valiosa às novas gerações.

A propósito, o saber dos(as) idosos(as) tem ganhado cada vez mais evidência. Pelo menos é o que se vê na web, na qual cresceu a presença dos chamados influencers 60+. Parte deles conta com a colaboração dos próprios familiares para publicar vídeos nas redes sociais, como no TikTok e YouTube.

Kauã Róger


Os conteúdos são os mais variados. Ensinam a executar receitas caseiras, a criar objetos de marcenaria, a elaborar artesanatos, a tocar instrumentos musicais, a como se relacionar bem com o cônjuge, entre outros nichos.

Maria da Conceição Silva, de 82 anos, está entre aqueles que se valem das ferramentas digitais. Além de ter perfil no Instagram e no Facebook, ela faz uso rotineiro do WhatsApp. Ah, sabe quem a ensinou a usar os aplicativos? Justamente o neto Felipe.

Kauã Róger

Gosto muito de tecnologia. Eu me conecto com todo mundo. Também aprendi a usar o notebook, mas hoje prefiro o celular mesmo. Acho bom [aprender com os mais novos], porque esses meninos são muito inteligentes, sabidos. Estou conseguindo acompanhar as novidades que me mostram; devagar, mas chego lá (risos), afirma.

Ela é atendida pela Legião da Boa Vontade em Natal/RN, onde participa do Vida Plena, serviço de convivência e fortalecimento de vínculos. Junto com outros 65 integrantes, Maria da Conceição “faz a festa” durante as atividades. Para mim, o Vida Plena é saúde. Eu gosto muito de passear, de cantar, de estar rodeada de gente.”

Arquivo BV


Frequentar o Centro Comunitário de Assistência Social ainda reservou a chance de transmitir o gosto pela música para o público do serviço Criança: Futuro no Presente!, que contempla a faixa etária de 6 a 15 anos:

Eu dou conselhos e converso bastante com eles, dizendo para procurarem ser boas pessoas, porque, na LBV, tem tudo para isso. Eles têm oficina de música! Tinha um menino que até me chamava de vó: o Kaio Leonardo [ex-atendido]. Eu pegava o violão, o chamava para tocar e ensinava [algumas notas], porque ele já até tinha experiência dada pelo educador. Aprendo com os jovens, e eles, comigo a sabedoria de vida, que Deus me dá.

Vanda Carvalho, assistente social e presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa na capital potiguar, concorda com Maria da Conceição. Os mais velhos podem ampliar consideravelmente a visão de mundo daqueles que estão desenvolvendo e consolidando a própria personalidade:As pessoas idosas têm muito a ensinar, assim como as crianças e os adolescentes também. É interessante essa troca de vivências para que os mais novos possam crescer como adultos melhores”.

Lucas Rodrigues

Essa matéria foi publicada, originalmente, na revista BOA VONTADE nº 285, de julho de 2023. Para ler outros conteúdos publicados desta edição, clique aqui.