Você está aqui

Aprendiz da Boa Vontade: a trajetória para o emprego formal

Jovem Yanka Satelis conta que após seis meses no programa da LBV conquistou sua colocação no mercado de trabalho.

Recém-casada, jovem, cheia de sonhos para realizar aos 21 anos de idade e agora empregada com carteira assinada. Graças ao apoio da LBV, uma profissional no mercado de trabalho.

Depois de seis meses participando do programa Aprendiz da Boa Vontade, a jovem Yanka Satelis foi efetivada no setor administrativo de uma empresa em Brasília/DF. Uma vitória para a jovem nestes tempos em que emprego com carteira assinada é um artigo cada vez mais raro. O ano de 2017 fechou com taxa de desemprego em 12,7%, mas Yanka não faz mais parte desta estatística.

Janine Martins
A jovem Yanka Satelis durante o Programa Aprendiz da Boa Vontade

Eu participei seis meses e foi uma experiência muito boa, porque eu aprendi muita coisa. É um lugar muito bom. Eu me desenvolvi a partir do que eu aprendi aqui, e agora eles estão me efetivando, e eu agradeço muito, tanto aqui quanto a eles”.

Yanka já tinha trabalhado antes como vendedora, mas não se adaptou muito bem ao ofício e não se sentia apta a exercê-lo. Agora na área administrativa, ela pontua que as orientações que recebeu na LBV foram essenciais: “Aqui eu aprendi muita coisa e usei lá [na empresa] como prática. No administrativo eu me sinto bem porque eu tenho uma base aqui [na LBV], a base que eu pego aqui eu levo para lá e isso me ajuda muito”.

Janine Martins
No programa, jovens de 14 a 24 anos são capacitados para entrarem no mercado de trabalho, aptos para exercecem diversas funções.

Antes da oportunidade, ela estava fora do mercado de trabalho há algum tempo: “Já tinha uns dois anos que eu estava sem trabalhar. Meu sonho era entrar no administrativo, mas as pessoas não pegam porque não tem uma base. Aqui [na LBV] eles ajudam dando uma base, um empurrão para a gente chegar lá”.

Além do conteúdo aprendido, a jovem conta que, no curso, desenvolveu mais a autoconfiança e levou o aprendizado também para suas relações familiares: “Certos assuntos não ficaram só lá, mas também no meu ambiente familiar, tanto com minha mãe, como agora com meu esposo. Teve uma aula sobre ter confiança em si, porque a gente fica meio inseguro, aí ajudou muito também. Eu me sinto mais confiante, mais apta a fazer mais coisas, mais amizades, sei dialogar, converso muito melhor. Pode ter certeza que agora nessa nova fase eu vou levar tudo o que eu aprendi”.

Construindo o futuro agora

Yanka cursa arquitetura e acredita que esta oportunidade profissional a ajudará a compor o currículo com boas experiências: “Eu me vejo no futuro uma pessoa de muito sucesso, tanto no administrativo quanto na minha profissão. Pensei que não seria efetivada porque não tem nada a ver com o meu curso, mas é uma chance pra eu ter mais experiência, porque tem que ter experiência na vida. [A LBV] é um lugar onde a gente aprende muitas coisas novas, muita novidade”.

Rhebert Alves

Jovem Yanka Satelis se emociona ao lembrar momentos da sua trajetória de vida

O trabalho vai colaborar também para que ela continue os estudos, com os quais ela tem um objetivo nobre: ajudar a família. “Eu sou a primeira a fazer faculdade na minha família. Meus tios são todos analfabetos, e tudo o que eles fazem é incrível. Meu tio construiu a minha casa e a casa dele, e eu pensei: ‘porque eu não vou levar isso pra mim?’. Eu tenho a oportunidade, porque minha mãe me deu a oportunidade de fazer isso, e como arquitetura é ampla, eu quero me formar e fazer uma pós em engenharia”.

Formando novos profissionais 

O programa Aprendiz da Boa Vontade tem por objetivo preparar jovens e adolescentes para a inserção ao mercado de trabalho e, para isso, desenvolve seus talentos e conhecimentos, suas habilidades e competências. O programa prevê atividades socioeducativas, sob a orientação de uma equipe multidisciplinar (pedagogo, assistente social, instrutor de cursos e gestor social), que coordena as atividades na Entidade, bem como acompanha as atividades práticas do aprendiz na empresa.

É isso que o programa Aprendiz da Boa Vontade faz: alimenta possibilidades e torna reais os sonhos de tantas famílias. Conheça mais sobre essa ação.