Você está aqui

Aprendendo a Arte Rupestre

Alunos do Conjunto Educacional Boa Vontade fazem tinta natural e recriam pinturas pré-históricos.

A arte sempre esteve presente no cotidiano, desde o homem primitivo até o moderno. Ela é um dos principais meios de expressar a visão sobre o mundo, os sentimentos etc. O homem egípcio, por exemplo, utilizava-a como forma de “manter a vida”, isto é, pintavam a imagem de grandes faraós e seus reinos com a intenção de guardar seus feitos. Era algo mágico, e utilizaram muitos padrões artísticos para desenvolver os desenhos. Mas como a história da arte começou?

João Nery
Num ambiente agradável, os alunos aprenderam um pouco mais sobre as expressões artísticas pré-históricas.

Na última semana, os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental do Instituto de Educação José de Paiva Netto — que integra, ao lado da Supercreche Jesus, o Conjunto Educacional Boa Vontade — conheceram a arte pioneira de todas as outras: a Rupestre. Eles visitaram o Bosque da unidade e realizaram, com o apoio da professora Christiane Miotto, diversas pinturas nesse estilo. Enquanto faziam arte, a pedagoga explanava sobre a Idade das Pedras. É possível combinar Artes e Histórias? Sem dúvidas! :)

A ideia foi fazer com que as crianças simulassem uma volta ao passado, imaginando as telas como as paredes das cavernas e tomando para seus desenhos o estilo dos homens primitivos. Tudo isso resultou em pinturas lindas, todas feitas com tintas naturais.

João Nery
Os estudantes mostraram talento e capricharam nas representações.

“O pigmento é como se fosse o alimento, é o que vai dar cor à tinta. A resina vai fixar, que seria o leite. O aditivo vai fazer a tinta deslizar, que seria o mel. E o fungicida, para conservar a tinta, utilizamos o cravo”, explicou a professora o quanto foi simples e educativa a tarefa.

Em São Paulo, SP, o Conjunto Educacional Boa Vontade está localizado na Av. Rudge, 630 — Bom Retiro. Para outras informações, ligue: (11) 3225-4500.

LEIA TAMBÉM:
Conhecendo o artista plástico Candido Portinari
Viaje pelo sistema solar com as crianças da LBV!