Você está aqui

Ameaça velada – Violência sexual contra crianças e adolescentes

A LBV, visando conscientizar os seus atendidos, realizou uma palestra sobre prevenção à violência infantojuvenil.

O dia 18 de maio é dedicado ao combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. De acordo com boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, entre 2011 e 2017, o Brasil teve um aumento de 83% nas notificações de violência sexual contra esse público. No período foram notificados 184.524 casos, sendo 58.037 (31,5%) contra crianças e 83.068 (45,0%) contra adolescentes.

Diante destes dados alarmantes, a Legião da Boa Vontade (LBV), em parceria com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), promoveu uma palestra sobre “Prevenção à violência infantojuvenil” para os pais e responsáveis dos atendidos, durante o Encontro de Famílias no Centro Comunitário de Assistência Social da Instituição em Itabuna, BA.

Lenivaldo Batista

Itabuna, BA  — A LBV, visando conscientizar os seus atendidos, realizou uma palestra sobre prevenção à violência infantojuvenil. 

POR QUE ABORDAR O TEMA?

O abuso sexual é caracterizado como qualquer ato praticado contra a vítima que vise à satisfação sexual, enquanto a exploração sexual ocorre quando o ato é utilizado como moeda de troca envolvendo dinheiro, objetos de valor ou até mesmo benefícios pessoais. Ambos deixam marcas físicas e psicológicas profundas e, muitas vezes, irreversíveis. Daí a importância de falar sobre o assunto com as crianças e adolescentes, assim como também alertar os pais e responsáveis.

SINAIS

Ao ser questionada sobre possíveis sinais de abuso e exploração sexual, Geciana Lisboa, assistente social do CREAS, explica que “é importante analisar o comportamento — muitas vezes elas se isolam dentro do quarto, têm queda no rendimento escolar, algumas ficam violentas, outras acabam reproduzindo o que houve com outras crianças”.

PREVENÇÃO

Uma das formas de prevenção é o diálogo. Desde sempre é necessário manter um vínculo de confiança com a criança, ensinando sobre os limites do corpo para que ela não permita que ninguém toque em suas partes íntimas, não mantenha segredos e confie nos pais para contar qualquer coisa.

“Muitas vezes a criança precisa de atenção e nós, pais, acabamos por não dar essa atenção necessária, ainda mais quando elas falam algo, né? Na maioria das vezes achamos que não é importante, mas hoje eu aprendi que sempre temos que prestar atenção e desenvolver esse diálogo com os nossos filhos”, comentou Adenilson Batista, pai atendido pela LBV.  

DENÚNCIA

Geciana Lisboa conta que neste mês de maio está acontecendo uma mobilização em várias instituições com o objetivo de informar e explicar a todos sobre o tema, motivando a prevenção e as denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes.

Quanto mais pessoas souberem sobre esse assunto, mais chances os órgãos responsáveis pela segurança das crianças terão de combater esse mal que acomete a sociedade. "Muitas vezes a vítima pode não contar para os responsáveis, mas contar para um professor ou um vizinho", afirma a assistente social.

Para denunciar qualquer tipo de violência basta ligar no disque 100. A denúncia é feita de maneira anônima e sigilosa.

A LBV investe no futuro de milhares de crianças e adolescentes, por isso, desenvolve atividades ricas em experiências lúdicas, culturais, artísticas e esportivas como formas de expressão, interação, aprendizagem, convivência e proteção social. Além disso, a Instituição também realiza palestras e rodas de conversa sobre assuntos cotidianos, e conscientiza os seus atendidos a respeito de temas mais sérios e que devem ser abordados.

Visite, apaixone-se e ajude a LBV! Em Itabuna, BA, o Centro Comunitário de Assistência Social, da Legião da Boa Vontade, está localizado na Rua Gileno Amado, 135 — Caixa D’Água. Para outras informações, ligue: (73) 3212-6242.