Você está aqui

A prática da capoeira para crianças

A capoeira é uma manifestação da cultura popular brasileira que reúne luta, jogo e dança.

Uberlândia, MG — O som do berimbau e das palmas ritmadas deram o tom à apresentação especial do grupo de capoeiristas da Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte-Capoeira (Abadá-Capoeira) na unidade da LBV para as crianças e adolescentes atendidos. A data comemorou o Dia do Capoeirista.

O trabalho da LBV é muito bonito, sério e necessário para a nossa comunidade. Fico muito feliz em fazer parte e contribuir um pouco. A LBV me abraçou e eu quero também abraçar essa causa. A capoeira forma cidadãos, é uma arte que tem uma cultura imensa”, destacou o professor de capoeira da Abadá, Cleber Júlio (Bocão), que também atua na Instituição.

Ledilaine Santana

Cleber ministra aulas de capoeira na LBV para os integrantes do programa Viva Plena [público idoso] e a partir de agora passará a ensinar essa arte também para as crianças, adolescentes e os jovens que integram os demais programas desenvolvidos pela Instituição. A iniciativa foi aplaudida pelos atendidos.

Eu estava procurando este esporte porque eu gosto de capoeira. Quando fiquei sabendo que eles iriam dar aula na LBV, eu fiquei muito feliz! Aqui temos futebol, momentos de conversar, tenho muitos amigos, assistimos filmes, isso me ajuda na convivência com minha família. Agora sou mais calmo, foi essencial para mim”, disse Mateus Felipe, 17 anos, atendido no programa Jovem: Futuro no Presente!

A Capoeira é uma manifestação da cultura popular brasileira que reúne luta, jogo e dança. Essa arte desenvolve a capacidade de improvisação, a inteligência, o equilíbrio, noções de espaço, tempo, ritmo, música, entre outros aspectos. O lado emocional também ganha muito porque desenvolve o autocontrole e a criatividade.

Ledilaine Santana

Faz parte da missão da LBV promover também a Arte e a Cultura, no despertar do cidadão planetário. “Aqui aprendi a respeitar os outros e amar com o amor de Deus. Eu era muito teimoso, melhorei depois que vim pra LBV. Aprendi que a capoeira não é violência, é uma dança universal e qualquer pessoa pode participar”, disse Alisson Miranda, 12 anos.

Na oportunidade, o professor Cleber levou sua filha de 7 anos, Ana Clara, que também é capoeirista: “Eu ginguei e cantei na roda de capoeira aqui na LBV! Senti uma energia boa, as pessoas me receberam bem, vou voltar mais vezes”.

Conheça a LBV! Em Uberlândia, MG, o Centro Comunitário de Assistência Social está localizado na Rua Ângelo Testa, 425 – Osvaldo Resende. Para outras informações, ligue: (34) 3292-0900.