Apresentação

Qual foi o momento mais marcante da sua vida? Consegue lembrar de cada detalhe da sua história?

Falando da nossa trajetória, confessamos que reunir apenas alguns dos melhores momentos foi muito desafiador. Afinal, são 70 anos de realizações, inaugurações, lançamentos... e milhões de atendimentos que transformaram vidas.

É importante dizer que, tão bom quanto lembrar de cada capítulo desta história, foi pinçar os momentos espetaculares e as situações de muita emoção. Resgatamos fotos históricas e aspectos dos mais interessantes desta longa e primorosa jornada na prática do bem.

Esperamos que você goste.

Ah, E aqui vai outra confissão: por diversas vezes, ao juntar cada pedacinho, tudo nos emocionou profundamente. Boa leitura

A Origem

A semente da Legião da Boa Vontade foi lançada dois anos antes de sua oficialização, ocorrida em 1º de janeiro (Dia da Paz e da Confraternização Universal) de 1950. Era 6 de janeiro (Dia dos Reis Magos) de 1948, e o radialista Alziro Zarur (1914-1979) assistiu a uma sessão da Federação Espírita Brasileira (FEB) no Rio de Janeiro/RJ, da qual participava dona Emília Ribeiro de Mello, respeitável médium. Aquela senhora de cabelos brancos olhou insistente e piedosamente para o visitante e, ao término das atividades da reunião, aproximou-se dele e disse: “Meu Irmão, São Francisco de Assis esteve todo o tempo aí ao seu lado e manda dizer-lhe que é hora de começar o combinado”. A admiração de Zarur por São Francisco de Assis era marcante, a ponto de inspirá-lo na elaboração das bases da LBV, a qual, ao ser fundada por ele, teria o Santo de Assis como Patrono.

Leia mais

Educação

O Ideal Fraterno e o compromisso com a Educação de qualidade estão na ordem do dia na Legião da Boa Vontade, por iniciativa de seu diretor-presidente, José de Paiva Netto, que, como educador, se preocupa com a essência do ser humano, a exemplo do que ele próprio preceitua em sua diretiva de formar “cérebro e coração”. Para fundamentar sua proposta pedagógica, ele utiliza a experiência de 63 anos de trabalho na LBV, Instituição que, há 70 anos, se dedica em educar com Espiritualidade Ecumênica.

Nesse trabalho, a Entidade empenha-se em oferecer escolas com infraestrutura de ponta a milhares de crianças, jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social, além de ensinar aos estudantes a utilizar o saber intelectual, iluminado por valores e sentimentos elevados, em favor da humanidade.

Leia mais

Desenvolvimento Social

Quando uma instituição como a Legião da Boa Vontade completa 70 anos de existência e consegue ampliar seu raio de ação, isso significa muito para as pessoas que enfrentam situações adversas, tais como a pobreza, o desemprego e a violência. Por isso, é de se festejar a capilaridade da Organização com 82 unidades nas cinco regiões brasileiras e presença em 14 outras localidades no exterior, por meio da LBV da Argentina, da Bolívia, dos Estados Unidos, do Paraguai, de Portugal e do Uruguai. O sucesso dessa jornada de Amor deve-se à qualidade e ao alcance do seu trabalho de Assistência Social e de Educação e de suas campanhas de conscientização e de mobilização social, cujo diferencial é a Proteção Social e a Educação com Espiritualidade Ecumênica.

Leia mais

Comunicação Social

Desde a década de 1940, a LBV já utilizava a radiodifusão para transmitir mensagens fraternas e ecumênicas a milhares de ouvintes. Hoje, além de estar presente nas ondas do rádio, a Instituição tem grande atividade na TV, em publicações e na internet, por meio da Super Rede Boa Vontade de Comunicação ou, como também ficou popularmente conhecida, da Comunicação 100% Jesus.

Em todas essas mídias propaga temas de valorização da Vida e de Espiritualidade Ecumênica, pondo em prática sua missão de “Promover Desenvolvimento Social, Solidário e Sustentável, Educação e Cultura, Arte e Esporte, com Espiritualidade Ecumênica, para que haja Consciência Socioambiental, Alimentação, Segurança, Saúde e Trabalho para todos, no despertar do Cidadão Planetário”.

Leia mais

Cidadania Planetária

Nas Nações Unidas há 25 anos, a Legião da Boa Vontade tem compartilhado suas boas práticas na área socioassistencial e educacional com chefes de Estado, ministros, embaixadores e outras expressivas autoridades. A Instituição participa dos mais importantes eventos, fomentando a Cidadania Planetária, na qual o exercício dos deveres e dos direitos dos indivíduos estejam alicerçados nos valores universais mais nobres, a exemplo do respeito, da solidariedade e da fraternidade sem fronteiras. Assim, as diferenças étnicas, culturais, econômicas, religiosas, entre tantas outras, jamais serão barreiras à confraternização de todas as gentes.

Confira os principais fatos resultantes da profícua relação entre as duas organizações e os desdobramentos dessa atividade para o cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs).

Leia mais

Cultura e Esporte

Desde a fundação da LBV, a música, a literatura e o esporte sempre estiveram presentes em suas atividades. A Instituição acredita que essas são linguagens indispensáveis para o progresso pleno do ser humano, pois agregam os mais nobres sentimentos às pessoas e estimulam a reflexão sobre questões vitais da existência. Portanto, levar cultura e atividades esportivas com Espiritualidade Ecumênica tem sido uma das ferramentas utilizadas pela LBV em sua tarefa de promover entre os indivíduos a cidadania planetária.

Nessa seção, pode-se acompanhar retrospectiva histórica de projetos da Entidade com esse fito, além de serviços, programas e oficinas ligados à cultura e ao esporte, que são colocados à disposição de famílias em situação de vulnerabilidade social e da sociedade em geral.

Leia mais

Ecumenismo

Quando a Legião da Boa Vontade foi fundada pelo jornalista, radialista, escritor e poeta Alziro Zarur (1914-1979), em 1o de janeiro de 1950, o Brasil da metade do século 20 era bem diferente dos dias atuais. Os chamados anos dourados foram marcados por grandes avanços científicos, tecnológicos e mudanças culturais e comportamentais. Em meio a essas transformações em curso, a LBV protagonizou pioneiramente o ideal do Ecumenismo sem fronteiras, iniciando um trabalho com base no conceito vanguardeiro da Caridade Completa (material e espiritual), suprindo as necessidades do corpo e principalmente as da Alma. Essa Instituição, que “nasceu para amar e ser amada”, no dizer de seu diretor-presidente, José de Paiva Netto, trouxe ao mundo uma mensagem de Paz e união sem igual, com seu trabalho de reeducação.

Leia mais