Você está aqui

5 dados que mostram por que a pobreza deve ser combatida no Brasil

De acordo com o IBGE, o número de pessoas em situação de extrema pobreza aumentou de 6,6% para 7,4% em 2017.

O Brasil registrou, no ano de 2017, um dado para lá de preocupante. Segundo a Síntese dos Indicadores Sociais 2018, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve um aumento no número de pessoas em situação de extrema pobreza — passando de 13,5 milhões para 15,2 milhões.

De acordo com o estudo, esse crescimento foi registrado em todo o país, com exceção da Região Norte, onde ficou estável.

Érica de Oliveira

Elaborado por pesquisadores da instituição, o trabalho tem como principal fonte de dados para a construção dos indicadores a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) de 2012 a 2017 e reúne algumas informações estarrecedoras, que mostram por que a pobreza deve ser combatida no Brasil.

1. O estudo mostrou que houve um aumento na proporção de pessoas abaixo da linha de rendimentos. Em 2017, esse percentual era de 26,5%, enquanto no ano anterior ficou em 25,7% — uma variação de 52,8 milhões de cidadãos para 54,8 milhões.

De acordo com definição do Banco Mundial, utilizada como métrica pelo IBGE, é considerado pobre quem tem rendimento de até US$ 5,50 por dia — o equivalente a R$ 406 por mês.

2. A pesquisa também identificou as condições de vida da população brasileira. No ano passado, cerca de 27 milhões de pessoas viviam em moradias com ao menos uma das quatro inadequações analisadas: características físicas, condição de ocupação, acesso a serviços e presença de bens no domicílio.

A residência inapropriada foi o que atingiu o maior número de pessoas: 12,2 milhões de brasileiros (ou 5,9% da população do país). Isso significa adensamento excessivo, quando há residência com mais de três moradores por dormitório.

3. Segundo o trabalho, 15,1% dos brasileiros viviam em residências sem abastecimento de água. Ainda em relação à falta de melhores condições de vida, o Acre foi o Estado brasileiro com maior índice de pessoas sem banheiro em suas casas (18,3%), enquanto o Piauí concentrava o maior número de pesoas sem acesso a uma rede de esgoto (91,7%).

No mesmo ano de 2017, 10% dos brasileiros viviam em domicílios sem coleta direta ou indireta de lixo.

4. O aumento da população pobre brasileira, de acordo com o IBGE, tem relação com a crise financeira. E o desemprego é um dos pontos priomordiais para a concretização desse quadro. A taxa de desocupação subiu para 12,5% em 2017. Quatro anos atrás, era de 6,9%.

Isso quer dizer que, entre 2014 e 2017, houve um acréscimo de 6,2 milhões de pessoas desocupadas no Brasil. Nesse período, a desocupação cresceu em todas as regiões do País e em todos os grupos etários.

5. Em domicílios em que a pessoa de referência é uma mulher sem cônjuge e com filhos até 14 anos, 56,9% se encontram abaixo da linha da pobreza.

LBV: presente onde o povo precisa!

A Legião da Boa Vontade (LBV) atua em dezenas de cidades brasileiras, prestando atendimento de qualidade que abrange de crianças a idosos e se estende a suas famílias. São 82 unidades socioeducacionais entre escolas de educação básica, escola de capacitação profissional, abrigos para idosos e Centros Comunitários de Assistência Social, que resgatam em cada atendido a sua autoestima e transformam para melhor a sua realidade. Além de realizar programas e ações solidárias durante todo o ano.

Bruna Gonçalves
rgb(255, 255, 255);">A LBV atua em dezenas de cidades brasileiras, prestando atendimento de qualidade a familias em situação de risco social. 

Tradicionalmente, no mês de dezembro, a Instituição promove a campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!. A ação é a conclusão do atendimento realizado pela Legião da Boa Vontade durante o ano. Por isso, o sentido do Natal, ou seja, a Solidariedade, é exercida diariamente.

Este ano a iniciativa vai beneficiar mais de 50 mil famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social, entregando cestas de alimento e as garantindo um fim de ano mais digno e mais feliz.

+ LINHA DO TEMPO REGISTRA ENTREGA DAS CESTAS

Você também pode contribuir com esta ação solidária que vem mudando o Brasil, basta acessar: www.lbv.org.
__________________________________________________________________________

*Com informações do site Agência Brasil.