Você está aqui

Nosso diferencial

Ao longo de muitos anos, Paiva Netto, diretor-presidente da LBV, tem se dedicado a abrir unidades de excelência para o ensino formal e de cursos de capacitação para o mercado de trabalho, que têm como diferencial a aplicação da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, criadas por ele. Estas utilizam uma metodologia própria, colocada em prática nas escolas e nos Centros Comunitários de Assistência Social da Instituição. Ao todo, a LBV do Brasil, da Argentina, da Bolívia, dos Estados Unidos, do Paraguai, de Portugal e do Uruguai têm unidades em muitos municípios, apoiando crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade social para que tenham garantido o direito à educação e a uma vida digna e também feliz.

Vivian R. Ferreira

TAGUATINGA, DF — Com a missão de educar com Espiritualidade Ecumênica, as Escolas da Legião da Boa Vontade formam Cérebro e Coração, para que o educando exerça, de maneira plena e consciente, a cidadania, a ética e a solidariedade.

A Legião da Boa Vontade não oferece uma opção pobre ao pobre. Ela oferece ao pobre uma opção de qualidade”, ressaltou o professor dr. Pedro Demo, Ph.D. em Sociologia, na época em que presidia a Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar. A afirmativa dele explica, de forma resumida, a preocupação do diretor-presidente da LBV em criar uma nova realidade para os alunos que ingressam nos estabelecimentos educacionais da Entidade, de maneira que tenham acesso a todos os recursos e facilidades encontrados nos melhores colégios, entre os quais professores de alto nível, adequada infraestrutura para o ensino, laboratórios de informática e de ciências bem equipados, alimentação balanceada, atendimento médico e psicológico e muito Amor, para que o enorme déficit social seja vencido.

A Pedagogia Inovadora da LBV

Além do esforço para pôr à disposição unidades bem-estruturadas, o educador Paiva Netto concentrou-se em criar uma linha educacional que ofereça um modelo novo de escola e de ensino, no qual cérebro e coração trabalhem juntos, de acordo com a proposta da LBV de proporcionar Educação com Espiritualidade Ecumênica. Esse modelo se compõe da Pedagogia do Afeto (destinada a crianças de até os 10 anos de idade) e a Pedagogia do Cidadão Ecumênico (direcionada àqueles a partir dos 11 anos).

Vivian R. Ferreira

A referida proposta é fundamentada em valores espirituais, éticos e ecumênicos e tem o objetivo de promover a formação integral do ser humano, pois o considera como um ente espírito-biopsicossocial, além de incentivá-lo à não adoção de quaisquer comportamentos ou atitudes preconceituosas. Educar para o respeito às diferenças é fator essencial para a construção da Cultura de Paz.

Para Paiva Netto, a grande transformação que a sociedade planetária tanto almeja para alcançar o desenvolvimento sustentável passa, primeiro, pelo interior do indivíduo. “Sem Instrução e Educação não há progresso. Todavia, instruir e educar não é somente ensinar a ler, a mergulhar nos livros. Trata-se, acima de tudo, de iluminar a inteligência para as funções harmônicas do ser humano na sociedade. (...) Isso somente será conseguido quando as criaturas souberem ver além do intelecto, com os olhos do Espírito (...)”, alerta o educador.

Vivian R. Ferreira
A LBV oferece o Educação para Jovens e Adultos, um espaço de conhecimento e retomada dos estudos.

O resultado da aplicação dessa linha educacional pode ser visto em relevantes pontos. Um deles é o de que os estabelecimentos de ensino da Legião da Boa Vontade têm evasão zero e conseguem propiciar um bom desenvolvimento acadêmico para os alunos, cujos índices de aproveitamento escolar são semelhantes aos da população estudantil de países ricos e desenvolvidos.

Metodologia própria da LBV

A Legião da Boa Vontade possui uma metodologia própria para a rede de ensino e os programas socioeducacionais que mantém: o MAPREI (Método de Aprendizagem por Pesquisa Racional, Emocional e Intuitiva).

Este se apresenta como ferramenta facilitadora da aplicação da proposta pedagógica da Entidade, sendo utilizado no planejamento das atividades da matriz curricular das escolas da Instituição, bem como nas ações lúdicas e esportivas em outras unidades de atendimento, em conformidade com as diferentes faixas etárias atendidas nesses locais.

O objetivo do MAPREI é desenvolver no aluno habilidades investigativas, racionais e intuitivas por meio do incentivo à pesquisa e do aprofundamento de temas, recursos esses primordiais para a construção do conhecimento. O aluno é visto como protagonista do processo de aprendizagem, sob mediação atenta dos educadores.